Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

A síndrome da Fonte Nova

Posted by Marcelo Damato em terça-feira, 8 janeiro 2008

Por décadas, os brasileiros assistiram a jogos em estádios malprojetados, malconstruídos, mal-administrados e malconservados. alguns mesmo decrépitos. A CBF fazia vista grossa, os governos faziam vista grossa, o Ministério Público fazia vista grossa e até os tercedores faziam o mesmo, mas eram só esses que corriam risco.

De tanto correrem, alguns morreram na Fonte Nova, no fim do ano passado. E as autoridades começaram a se mexer e interditar praças esportivas.

Primeiro foram os estados iniciados com a letra P – Pará, Paraná e Pernambuco – que saíram a fechar estádios. Agora, o Ministério Público de Alagoas fechou o estádio Rei Pelé.

Se a moda se espalhar mais, os Estaduais do Brasil correm risco de “acabar”. Não pelos motivos que muitos defendem – falta de viabilidade econômica, de dinheiro, de interesse do público. Mas simplesmente por não ter onde jogar.

Uma resposta to “A síndrome da Fonte Nova”

  1. Davi Matias said

    Algo que também chama-me atenção no caso da Fonte Nova é a solução encontrada, ou seja, a derrubada de um patrimônio da arquitetura moderna nacional como se isso fosse resposta ao descaso público. Podem construir o estádio mais moderno do mundo que sem conservação seguirá caindo aos pedaços como ocorreu na Bahia.
    Falta de vergonha não é corrigida com modernidade e sim com responsabilidade.

    É isso aí, Davi. E o governador decidiu demolir sem nem sequer ter mandado fazer um çaudo sobre o estádio. Mas parece que ele está reexaminando a idéia – o que não quer dizer que necessariamente vai abandoná-la.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: