Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Barraco no La Coruña

Posted by Marcelo Damato em domingo, 13 janeiro 2008

O técnico do La Coruña Miguel Angel Lotinia disse que vai afastar os goleiros Gustavo Munúa e Dudú Aouate, que brigaram no vestiário após o treino de sexta-feira.

Mutúa, uruguaio e até então titular, não gostou de declarações de Munúa, israelense e reserva imediato, à imprensa e partiu para cima do colega, acertando um soco no seu olho esquerdo. O agredido teve dois cortes, que exigiram ao todo oito pontos de sutura

Lotinia disse que vai afastar os dois porque, se deixar um pode provocar um racha no elenco.

O Deportivo La Coruña é o penúltimo coloocado do Campeonato Espanhol, com 17 pontos, três a menos do que o Almeria, último time fora da zona de rebaixamento.

Anúncios

2 Respostas to “Barraco no La Coruña”

  1. Flavio said

    Se o time já estava mal antes, como vai funcionar com o 3° goleiro agora?

    E o La Coruña parecia que iria se tornar o novo grande na Espanha, entre 93 e 2004 disputou o título e ficou entre os primeiros mais vezes que qualquer outro clube espanhol, mas agora todo ano fica em posições intermediárias no máximo. O que deu errado?

    O que deu errado, Flávio, é que o projeto se apoiava no bolso de uma pessoa, o dono, e não numa ação estratégica de longo prazo. Quando a fonte secou, o time caiu. O investimento inicial só vai dar frutos se ele, além de um time, implantar uma cultura de trabalho que torne o clube auto-sustentável. A história do Betis, que aliás, está uma posição abaixo do La Coruña, é a bem parecida, com o agravante que torraram mais de U$ 30 milhões num cara que só fazia firulas.

  2. Rubens Leme said

    O Deportivo é um dos times mais sem graça da Espanha. Mesmo aquele time de Bebeto e Mauro Silva era terrível, tirando alguns momentos do brasileiro e do Mandarín.

    A fase do Rivaldo foi boa, mas ele só ficou uma temporada. O Betis também é uma equipe horrorosa e o curioso é que os brasileiros adoram ir pra lá e todos (excetuando o Marcos Senna) choram depois para sair. O que me intriga é como um time desses prende tantos jogadores brasileiros com contratos nunca inferiores a seis anos. O de Denilson tinha validade por 10 anos e o do Rafael Sobis é de 8. Oito anos mofando no segundo time de Sevilha? Só com muita grana no bolso mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: