Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Masoquismo em dose dupla

Posted by Marcelo Damato em sábado, 9 fevereiro 2008

Denílson foi o jogador que gerou mais dinheiro ao São Paulo. Há mais de dez anos, o clube paulista faturou mais de 34 milhões de reais por um jogador que nem estava completamente formado ainda e que se revelou uma das maiores decepções da história do futebol europeu.

Com o dinheiro do Denílson, o São Paulo poderia ter construído um CT só para ele e ainda sobraria bastante dinheiro. Quando voltou a São Paulo, sem clube, Denílson foi logo proibido de treinar no CT tricolor, sob o argumento de que era má influência.

E aí foi treinar no Palmeiras. Conseguiu até um contrato. Mas aí disse que se fizer um gol contra o São Paulo, um dos maiores rivais do Palmeiras, não comemorará em “respeito” ao clube que o revelou, faturou com ele e depois chutou. Isso é que gostar de sofrer.

Só perde para o masoquismo do Palmeiras, clube que é capaz de um desrespeito (aqui sem aspas) ao clube que paga seu salário.

Anúncios

11 Respostas to “Masoquismo em dose dupla”

  1. JoaoBittar said

    Pois eh Marcelo,
    tb achei uma besteira, mas como seria um gol contra o meu time, achei o que Denilson foi bem (hehehehe).
    Alias torcer pro SaoPaulo, tah longe de ser masoquismo.
    Quando o Adriano assinou com o SaoPaulo, disse isso do Flamengo, pensei na mesma coisa que seu post. O Fla trocou ele pelo Vampeta ( uma dos mais estranhos negocios do Fla e da Inter, a de trocar Vampeta por Adriano, ainda hoje se fala disso na Italia) . Mas pensei em seguida, tanto faz na verdade. Se ele fizer gols contra o Flamengo, nem precisa comemorar, pois eu comemoro ( hehehehe). O importante eh o Adriano marcar, se for no Flamengo ou nao. E dispenso as cambalhotas de alegria hipocrita e marketeira tambem.
    Mas porque serah que ele fez isso? Ora Adriano, eh flamenguista roxo, jogou desde 7 meses de idade no Fla etc etc. etc Paciencia, Nao eh saopaulino? Que pena, bola pra frente, nao serah o primeiro nem o ultimo jogador nao saopaulino a jogar no lah.
    Por que jogadores profissionais nao podem torcer pra algum time? E porque nao podem ser fieis a paixao futebolistica da infancia? Denilson se declarou tricolor roxo no seu blog e teve que responder sobre isso pra algum reporter. Nada alem de uma pergunta cliche e resposta mais cliche ainda.
    Seria isso masoquismo ?
    Quanto a aparente ingratidao do SPFC ( que SEMPRE trata seus ex-jogadores MUITISSIMO BEM, diga-se ) com Denilson eu tambem nao entendo. O Blog do Birner disse que o ” Denilson eh “persona non grata” e aprontou tanto que o SPFC nao o quer ve-lo, nem se ele pagar pra 1 milhao pra jogar lah “. Parece algo gravissimo pelo texto birniano. Nem consigo imaginarsemelhante conflito .

  2. Bom dia.

    Marcelo, o Denilson era hóspede regular do REFFIS, nas férias e quando tinha alguma licença para se tratar.
    Sempre foi muito bem recebido e atendido.
    Ele passava o dia inteiro no REFFIS e no CT, brincando, conversando, até batendo bola, na maior camaradagem com todo o elenco.

    O problema, pelo pouco que sei, está relacionado ao comportamento dele e à influência sobre jogadores jovens do elenco. Alguma coisa aconteceu e deve ter sido grave, ao menos na visão da direção do São Paulo.

    Se fosse uma postura injusta, descabida, estou certo que o próprio Denilson já teria esbravejado.

    Quanto à negociação, uma mão lavou a outra, né? O SP ganhou muito e ele também ganhou muito, muito dinheiro. Foi bom para as duas partes.

    Quanto à questão de não comemorar gol contra ex-time, eu respeito isso e até admiro. Admiro pelo cumprimento do dever ao marcar e admiro pela demonstração de respeito pelos ex-torcedores.

  3. Anísio FC said

    Só que a possibilidade do Denílson ter que comemorar gol contra quem quer que seja é remotíssima…
    Não seria uma estadia no REFFIS do SPFC ou esses treinos no Palmeiras que farão com que ele tenha aprendido a chutar certo na direção do gol.
    Não comemorará porque não fará!

  4. Pulo Izique said

    Mas como é engraçado, caro Marcelo. Tudo no Palmeiras vocês superdimensionam pro lado negativo.
    Não ví nenhum comentário quando a “Super Estrela” Adriano, na sua apresentação no São Paulo, disse que se fizesse gol no Flamengo não comemoraría em respeito ao clube que o formou.
    Mas que parcialidade danada, hein???

    Caro Pulo, Seja bem-vindo ao blog, embora tenha começado muito mal. Deveria primeiro ler o que está escrito sobre outros clubes e até sobre o Palmeiras antes de falar sobre o que não sabe. Se quiser escrever de novo, será bem-vindo, desde que ofenda ninguém. Aqui todos se respeitam. Se quiser participar, faça isso também.

  5. João said

    Quem disse que o Denilson ainda consegue fazer gol? é por isso que ele disse que não vai comemorar. Nem contra Sao Paulo, nem contra Mirassol, nem contra ninguem.

  6. Davi Matias said

    Esse negócio de não comemorar gol contra o ex clube ficou apatifado. Uma coisa seria um Rogério Ceni não comemorar um gol contra o São Paulo ou o Fernandão contra o Inter. Esses jogadores tem conquistas e uma ligação forte com o clube e estão na história. Já o Denilson primeiro tem que fazer um gol o que já é raro e caso seja contra o São Paulo deve é comemorar muito o feito.

  7. Eduardo said

    Entendo o lado do Denilson, mas devido a todo contexto da sua história e da atual situação do Palmeiras, deveria ter ficado quieto.

  8. “Com o dinheiro do Denílson, o São Paulo poderia ter construído um CT só para ele e ainda sobraria bastante dinheiro. Quando voltou a São Paulo, sem clube, Denílson foi logo proibido de treinar no CT tricolor, sob o argumento de que era má influência.”

    Marcelo, eu nem conheço bem a história, mas penso que nao seja bem assim. Conheço uma turma que não me revela os bastidores (ainda hehe), mas dizem que ele aprontou alguma coisa (cabeluda) lá no SPFC, quando esteve prestes a treinar no CT… O que? Não tenho idéia, mas algum dia descubro hehe.

    Michael, parece que aprontou mesmo. Também não sei o que é. Mas isso anula tudo o que fez pelo clube?

  9. Paulo Izique said

    Mas eu ofendi alguém, Marcelo???

    Claro que sim, Paulo, a mim. Chamar um jornalista de parcial é uma acusação séria. Ainda mais de ter cometido uma “parcialidade danada”. Na boa, eu me preocupo muito em não ser parcial. Basta ler os posts por clube e verá que trato todos os clubes da mesma maneira. Não há clube que não tenha elogiado ou criticado. Aceito a crítica de escrever muito mais sobre alguns clubes do que sobre outros. Isso estpa ligado mais à minha competência do que a outro ponto qualquer.
    Entrando no assunto do outro comentário, se não citei o Adriano por dizer que não comemoraria gols contra o Flamengo, em primeiro lugar é porque eu não sabia (e ninguém levantou essa bola neste blog). Em segundo lugar, a declaração do Denílson está dentro do contexto do post e a do Adriano, não. Em terceiro, uma coisa é um jogador dizer que não comemora gols contra o clube que o formou – o que eu acho uma besteira e um desrespeito ao clube atual (exceto em casos absolutamente excepcionais; se o Zico não comemorasse um gol contra o Flamengo eu teria entendido, pois o cara jogou quase a vida toda lá)- e outra é dizer que vai fazer isso pelo clube que o formou e muito mais recentemente o chutou – o que além de idiotice é masoquismo.

  10. Paulo Izique said

    Marcelo, apenas expressei minha opinião sobre esse fato isolado do Denílson, disse que você cometeu uma parcilidade danada “nesse” caso, não que você é parcial. Não me eve a mal.
    Agora, com relação ao Denílson, se ele vai ou não comemorar gol contra o São Paulo, azar o dele. Mas lembrando uma frase bastante difundída: “os homens passam , mas o clube fica”. Acho que o respeito dele é ao clube São Paulo que o formou.
    Agora, o Palmeiras não tem nada a ver com isso, se ele jogar bem e fizer gols, não precisa nem comemorar. Queremos resultados.
    Abraços!!!!

    Paulo, eu acho que não cometi parcialidade nenhuma, pelos motivos que expliquei. Mas agora entendi o que escreveu e quero encerrar isso. O exagero foi mais meu do que seu.

  11. Renato said

    O problema é o Denilson fazer gols.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: