Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

O preço da bota

Posted by Marcelo Damato em quarta-feira, 20 fevereiro 2008

O jogador argentino Camoranesi, que atua pela Juventus e pela seleção italiana, foi condenado por um tribunal argentino a indenizar um ex-jogador a quem alijou do futebol com uma entrada desleal quando os dois ainda eram juniores.

O ex-jogador, hoje advogado, tem rompimento total de todos os ligamentos e dos tendões do joelho atingido, além de lesões nos dois meniscos. Ficou três anos longe dos campos, tentou voltar mas desistiu depois de quatro partidas.

A entrada foi considerada intencional pela Justiça, que o multou em 200 mil pesos (cerca de R$ 110 mil).

Camoranesi vai recorrer e terá ajuda dos advogados da Juventus.

Anúncios

12 Respostas to “O preço da bota”

  1. Rubens Leme said

    Se a moda pega…

    Esse foi um caso excepcional, Rubens. Quantos casos de lesões irreversíveis causadas por entradas maldosas acontecem?

  2. Maurício Souza said

    Se a moda pega o Valdívia fica milionário em mais três rodadas!

    Fica nada, Maurício. Em primeiro lugar, é preciso que haja uma lesão irreversível. Em segundo, é mais fácil, com suas cotoveladas (mais raras, é verdade), o Valdívia acertar algum nariz e quebrá-lo. Aí será ele que terá de pagar.

  3. Postei a respeito da Timemania no Olhar Crônico Esportivo.

    Apesar das demonstrações e previsões, muitos jornalistas continuam criticando a TM e dizendo ser ela um presente para os cartolas. Nada mais longe da realidade…

    É claro que é um presente para os cartolas, Emerson, o que não quer dizer que seja mel na sopa para os clubes pagarem. Além de terem direito a um Reffis especial, os clubes ainda vão receber do governo mais de 110 milhões de reais por ano pela loteria. Que setor de empresas recebe isso? Proer não conta, faz mais de dez anos.

  4. Anísio FC said

    Gosto do Camoranesi…
    Ele é o primeiro cara que uso sempre como exemplo quando minha mulher vê os jogos de Copa do Mundo e fica elogiando a beleza dos argentinos e italianos…
    Sempre mostro o cara, e dependendo da situação digo que é argentino ou italiano, ele é mais feio que o Rodrigo Taddei, o França, o Marcinho Guerreiro e o Tevez juntos!

    Esse valor parece pequeno, não consigo ter noção do que esses 200 mil pesos podem significar na Argentina, mas parece pouco…

    O valor é pequeno mesmo, Anísio, ainda mais comparado com o do caso alemão, que foi por culpa, mas não dolo. Mas ainda assim é uma decisão histórica.

  5. Marcelo,
    O dinheiro que os clubes vão receber não é do governo, digo, do Estado brasileiro. É do povo brasileiro, das pessoas que gostam de jogar em loteria e o fazem de forma espontânea, sem obrigação.
    Quer jogar, joga, não quer, não joga.

    Não sabemos, ainda, se vai dar certo ou não, né?
    Se der certo, ótimo. Se não der, alguns clubes vão se ver em palpos de aranha, não para serem grandes e ganharem títulos, mas simplesmente para sobreviverem.
    O passado está repleto de erros e crimes, mas pensando no futebol, nos torcedores e coisa e tal e tal e coisa, sou a favor da Timemania. E só. Zerou. Aproveitou? Parabéns.
    Não aproveitou? Terá um lugar reservado nas páginas da história do futebol brasileiro.

    Vamos ver até que ponto somos sérios e consequentes.

    Quanto ao Proer, Marcelo, acredito que foi um programa brilhante, criado num momento de altíssimo risco para a economia. E o gasto de dinheiro público, se chegou a ocorrer, não foi nada perto do que poderia ser perdido.
    É o que eu penso, a partir das informações a que tive acesso.

    Emerson, mais uma vez, não.
    Essa loteria só dará certo se muitos apostadores migrarem de outras loterias para ela. Não haverá mais R$ 550 milhões novos em apostas por ano. Logo a arrecadação do governo com loterias vai diminuir. E o governo vai morder em outro lugar, como fez após o fim da CPMF.
    E se a Timemania não der certo, os clubes vão simplesmente sair do financiamento e voltar à situação anterior. E não duvido que entrem com processos contra o governo.
    O Proer foi uma vergonha. O governo deu dinheiro para os bancos não quebrarem. Mas não tomou conta deles e eles quebraram. Por que acha que o Cacciola está sendo procurado até hoje?

  6. Rubens Leme said

    Excepcional mas abriu um precedente, certo?

  7. Felipe Bohrer said

    Se a moda pega, o Cocito vai à falência…

    Sobre o Proer, eu prefiro me abster… Mas acho que se o governo está investindo (mesmo que indiretamente, como você disse) nos clubes, o fato de não ter contrapartida nenhuma, vira um bolsa-falência… Sem exigir administrações organizadas, sem entender o que vai ser feito com essa ajuda, em vez de melhorar a situação, ela tende a piorar na maioria dos clubes.

    É o que eu acho, Felipe. O governo deveria ter feito muitas exigências para dar essa mãozona. Esse clubes deveriam ter que trabalhar com orçamentos pré-aprovados, como acontece na maioria dos países europeus.

  8. Tulio said

    Fiquei pensando nas consequências de entradas maldosas nas carreiras do jogadores, tanto os agressores quanto as vítimas… Aí lembrei do Marcio Nunes, que deu uma voadora no Zico, na partida Flamengo e Bangu, em 29-08-1985. Uma das consequências dessa entrada foi a derrota na copa de 86, e, indiretamente, 1990 (se o tetra viesse em 1986, certamente não teríamos o time horroroso do Lazzaroni!)…
    …E o Marcio Nunes sofre até hoje com o estigma de carrasco…

    Video da Falta:

    Marcio Nunes hoje:
    http://www.bangu.net/informacao/reportagens/20020804.php

    Caro Tulio, depois daquela entrada, o Marcio não tem nada do que reclamar. Ele deveria ter sido suspenso por uns dois anos por aquilo. Um sujeito que entra assim na perna de um companheiro de trabalho não deveria poder exercer essa profissão. Ele dizer que foi um acidente é de uma cara de pau sem tamanho. E nem me importa que o agredido fosse o Zico. Poderia ser o Zezinho do Quixeramobim, que o raciocínio vale igual.

    Abraço!

  9. Tulio said

    Realmente o Marcio Nunes é um tremendo cara de pau. E vai levar essa culpa para a cova… Entrou para a historia pela porta dos fundos. O vídeo é de assustar. Se isso acontecesse nos dias de hj, com certeza o apagariam.
    Abraço!

    Não era para tanto, Tulio, bastava bani-lo do futebol. Futebol é menos do que uma questão de vida ou morte e não mais como disse, de forma bela, mas absolutamente infeliz, o Bill Shankly.

  10. Rubens Leme said

    E sabe o que é mais surpreendente: quatro anos atrás, ou três, assisti uma entrevista do “Lazarento” Lazzaroni ao Vanderlei Nogueira no portal Terra e ele confessou que o seu camisa 10 em 90 seria o Zico!!!!

    O Zico só não foi pq refugou, disse que estava velho demais e queria encerrar a carreira no Japão.

    O que passa na cabeça desses treinadores, não?

  11. Rubens Leme said

    Para quem quiser ver e ouvir o grande “luminar” do futebol brasileiro, Sebastião Barroso Lazzaroni, o Profeta, eis os 4 vídeos…
    http://multimidia.terra.com.br/esportes/esportesshow/interna/0,,OI54544-EI2529,00.html
    http://multimidia.terra.com.br/esportes/esportesshow/interna/0,,OI54545-EI2529,00.html
    http://multimidia.terra.com.br/esportes/esportesshow/interna/0,,OI54546-EI2529,00.html
    http://terratv.terra.com.br/templates/channelContents.aspx?channel=2546&contentid=115033&play=true

  12. Felipe Bohrer said

    Até que enfim eu concordo em alguma coisa como Lazzaroni…

    O Zico com uma perna só, vendado, plantando bananeira era melhor que o Silas, o Alemão e o Valdo somados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: