Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Divirta-se – 14

Posted by Marcelo Damato em quinta-feira, 21 fevereiro 2008

Um filme maravilhoso, com uma trilha sonora bem diferente, sobre um craque impressionante.

14 Respostas to “Divirta-se – 14”

  1. Rubens Leme said

    Repare que lá pelo minuto e meio, minuto e 40 ele faz um gol e o placar mostra Honved 5 x 0 Botafogo.

  2. Nelson said

    Como era facil jogar bola nessa época! É mais difícil (é sério) driblar meu irmão de 11 anos do que os zagueiros desses times do filme.

  3. Rubens Leme said

    Não acho que era tão mais fácil do que jogar hoje. Temos cada zagueiro ultimamente… o que me impressiona é que desde jovem, Puskas foi gordinho. Por esse motivo, os clubes italianos o desprezaram quando ele fugiu da Hungria e vagou por lá durante 1 ano. E quando chegou ao Real, ainda olharam desconfiado para o meia de 31, 32 anos. Mas foi só se encontrar com Di Stefano que tudo virou lenda…

  4. JoaoBittar said

    Closes e teleobjetivas do Canal 100 fazem falta…
    A bola, parece que pesava mais, mesmo seca.
    Mas nos pes do MajorGalopante ficava leve, alias aquela bola toda do ataque do Honved e da Selecao Hungara ( que linda camisa com as 2 listas horizontais !!!) era levissima.

    FerencPuskas era daquele biotipo de craque maradoniano, baixinho e gordinho, que se opoe aos “longilineos” como Cruiff, Socrates e Kaka.
    E a curiosidade de ter sido treinador do CerroPorteno, assim como no Egito e na Australia???!!!! Que Raro!
    A musica realmente muito bonita, parece musica cigana.

  5. Rubens Leme said

    Parece não. Essas bolas eram imensas, e ficavam mais pesadas quando molhadas. As de hoje devem ter metade do peso.

  6. Alex B said

    Só temos de agradecer a você Marcelo, por postar esses belíssimos vídeos, para lembrar que o futebol ( ainda) é um esporte, é ludopedium por excelência, apesar do mercantilismo atual. Por essas e outras que seu blog é disparado o melhor do Brasil sobre futebol atualmente, bem diferente de certos torcedores “polemistas”, disfarçados de defensores da moral no esporte, e que só sabem plantar inverdades sobre certos clubes, para desforrar, da maneira mais patética e psicótica possível, a dor de ver seu clube de coração na série B…
    Sobre a música: parece mesmo música cigana, soa a uma versão eletrônica/moderna de música folclórica eslava (aliás, a garota não canta em húngaro mesmo ?)

    Obrigado, Alex B, hehe, mas vá com calma. Você sabe que eu acho que não se deve julgar as pessoas. Se discorda de algo que essa pessoa faz, escreva para ele. Sobre a música, eu imagino que seja húngaro, mas o húngaro não é uma língua eslava, mas chama “urálica”, do mesmo ramo que o finlandês e o estoniano.

  7. rafael costa said

    vendo pelo retrospecto internacional do botafogo a apenas 1 jogo entre o glorioso e o honved que foi 4 a 2 para o honved o outro foi 6a2 num combinado que foi no brasil e esse foi o unico time hungaro a vencer -nos ja que vencemos o ferencvaros e o ujpest esse jogo portanto não existiu e foi invenção da imprensa flamenguista.

    É verdade, Rafael, tem mesmo um jogo contra o Botafogo. E não tem contra o Corinthians também, ou é outro clube alvinegro?

  8. Rubens Leme said

    Peraí Rafael, imprensa flamenguista não foi o autor do vídeo. E segundo o Blog do Roberto Porto houve um 6×4 para vcs, um 4×2 para eles e esse 6×4 do combinado. leia aqui…

    http://portoroberto.blog.uol.com.br/arch2007-03-11_2007-03-17.html

  9. Alex B said

    Caro Marcelo:
    Primeiro, você está certíssimo sobre o idioma húngaro, cochilo feio de bacharel em Letras não lembrar disso, mas não podemos esquecer a influência dos povos eslavos sobre a Hungria, notória e ainda presente.
    Sobre essa pessoa, sobre a qual discutimos: já fiz isso, eu mandei mensagens a ela, e o indivíduo em questão deu para ignorar todos os palmeirenses que o criticam, quando não é grosso ou jocoso( e olha que eu não o ofendi, garanto!). Abraço

  10. Lucas Camargo said

    Francamente, não concordo com aqueles que acham que antigamente se jogava mais bola. Ou que antigamente, o jogo era “mole” de jogar. Ou que “Pelé e Garrincha não jogariam hoje”.

    Não concordo que antes era melhor ou pior. Que hoje seja pior, ou melhor. Essas comparações me parecem desprovidas de senso, pois se antes o jogo era mais “cadenciado” (como dizem os entendidos) os jogadores de então não eram os “atletas” de hoje em dia…Não daria mesmo para correr muito mais.

    Mais ainda, se o Pelé jogasse hoje, ele teria sido preparado para ter uma coxa tão larga quanto a do R. Gaúcho ou Ronaldo. Se o Zico tivesse jogado na época do Pelé, provavelmente não teria ficado “do tamanho” que ficou, seria só um “galinho”.

    Não da para acreditar que os zagueiros de ontem eram muito melhores que os de hoje, ou que os atacantes de hoje são intrinsecamente “mais rápidos” que os de ontem. Até podem ser, mas se os de ontem jogassem hoje, correriam muito também.

    Ver os filmes do Puskas ou do Van Basten, do Zico ou do Platini, do Falcão ou do Kaká, do George Best ou do Cristiano Ronaldo, dá praticamente a mesma alegria, o mesmo prazer. É claro que dá mais prazer (para mim, pelo menos) ver o Maradona e, sem dúvida alguma, o Pelé. Mas aí o caso já muda de figura…

  11. Rubens Leme said

    Ah, Marcelo, é Puskas e não Puscas na tag…

  12. Rubens Leme said

    Marcelo, uma curiosidade. Consultando o especialista em Botafogo, Roberto Porto, descobri que esse jogo entre Botafogo e Puskas foi na verdade
    BOTAFOGO 2 x 6 COMBINADO HONVED / KINITZI (HUN)
    Data – 22 / 04 / 1956
    Local – Budapeste (HUN)
    Competição – Amistoso
    Botafogo – Pereyra Natero (Amaury), Domício e Rubens Bimba; Orlando Maia, Bob e Pampolini (Juvenal); Garrincha, João Carlos, Wilson Moreira (Gato), Mário e Rodrigues (Neyvaldo). Gols: João Carlos e Mário. Fonte: Boletim Interno do Botafogo FR.

    O outro foi:
    BOTAFOGO 2 x 4 HONVED (HUN)
    Data – 23 / 01 / 1957
    Local – Maracanã (Rio de Janeiro)
    Competição – Amistoso
    Botafogo – Amaury, Bob, Orlando Maia e Nílton Santos; Pampolini e Bauer (Juvenal); Neyvaldo (João Carlos), Didi, Paulinho Valentim (Gato), Garrincha e Cañete. Gols: Garrincha e Paulinho Valentim. Fonte: “JS”.

    Boa informação, Rubens. Mas as escalações estão meio estranhas. A primeira, de 1956, está no 2-3-5, o que pode mesmo ser, pois alguns times ainda jogavam na diagonal. A segunda está no 3-2-5, com Garrincha de meia esquerda. Outra coisa interessante é que entre um time e outro há apenas três titulares coincidentes, todos em posição diferente. Não era a tal época dos times estáveis em que todos sabiam a escalação de cor?

  13. Rubens Leme said

    até onde sei da história do Botafogo, o período entre 53 e 56 foram um dos piores do time. Segundo Roberto Porto, Garrincha pediu para jogar de meia-esquerda nessa partida, pois havia sido meio no início e fora deslocado para a ponta-direita, no Botafogo, a contragosto.

    Aqui há uma parte do texto de Roberto Porto sobre a derrota de 4×2.. o link do texto completo é: http://portoroberto.blog.uol.com.br/arch2006-11-19_2006-11-25.html

    O Honved, um dos mais famosos times de futebol do mundo, estava fora de Budapeste, em fins de 1956, quando as tropas soviéticas invadiram Budapeste, capital da Hungria, dispostas a manter à força o regime socialista implantado após a II Guerra Mundial. Os jogadores húngaros, entre eles os famosos Ferenc Puskas e Sandor Kocsis, não puderam voltar para casa. Por causa da tensão, o Honved decidiu aceitar o convite de Botafogo e Flamengo para amistosos no Brasil. A Fifa fez ameaças de punição aos dois clubes brasileiros, mas o alvinegro e o rubro-negro decidiram desafiá-la. Os húngaros, de modo geral, estavam fora de forma quando desembarcaram no Galeão em janeiro – além de estranharem o calor do verão carioca. Mas os torcedores ficaram empolgados e lotaram o Maracanã no primeiro jogo, quando o Mais Querido derrotou os húngaros por 6 a 4. Em São Paulo, no Pacaembu, foi a vez do time de Puskas devolver o placar de 6 a 4. A terceira partida foi marcada para o Maracanã exatamente contra o Botafogo.

    Em General Severiano, Garrincha (1933-1983) não estava nem aí para a fama dos húngaros, vice-campeões mundiais de 1954. Por isso, aproveitando-se da ausência de Nílton Santos, machucado, achou que precisava dar mais força ao ataque alvinegro. E praticamente escalou-se na meia-esquerda, como, anos mais tarde, embora com a camisa sete, tenha feito várias incursões pela posição – para horror de Aymoré Moreyra (1912-1998) – na vitoriosa Copa do Mundo de 1962, no Chile. E a foto deste blog mostra como a equipe treinou e depois jogou: de pé, da esquerda para a direita, estão Amauri, Orlando Maia, Bob, Pampolini, Juvenal e Bauer; agachados, Neivaldo, Didi, Paulo Valentim, Garrincha e João Carlos. Na prática o Botafogo, quase num 4-3-3, alinhou Amauri, Bob, Orlando Maia, Bauer e Juvenal; Pampolini, Didi e João Carlos; Neivaldo, Didi e Garrincha.

    Mas não era a noite do Botafogo. Desentrosado e com várias improvisações, como Juvenal na lateral-esquerda, a equipe foi derrotada por 4 a 2, gols de Garrincha e Paulo Valentim contra três de Kocsis – apelidado de Cabecinha de Ouro – e um de Puskas, que carregava outro apelido, o de Major Galopante. A revanche de Garrincha só viria dias depois, quando Botafogo e Flamengo se uniram e formaram um combinado que derrotou os húngaros por 6 a 2. A equipe jogou com Amauri (BFR), Tomires (CRF), Pavão (CRF), Bauer (BFR) e Bob (BFR); Pampolini (BFR), Didi (BFR) e Moacir Canivete (CRF); Garrincha (BFR), Evaristo (CRF) e Dida (CRF). Os gols dos cariocas foram marcados por Didi (2), Evaristo (2), Garrincha e Dida. Os gols dos húngaros foram marcados por Ferenc Puskas.

  14. Rubens Leme said

    Complementando: se alguém tiver o livro “Bola na Rede” do Armando Nogueira, verá que há uma parte em que Garrincha reclama de ter ido para a ponta quando chegou ao Botafogo. “Quero voltar a jogar na meia, lá é o fino para jogar futebol. Duro é jogar na ponta, onde é o espaço é bem menor.”

    No seu time em Pau Grande, Mané era o meia-direita, capitão e dono da equipe.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: