Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

O fim dos Três Tenores

Posted by Marcelo Damato em segunda-feira, 25 fevereiro 2008

O Fluminense não jogará mais com três atacantes e Dodô foi oficializado na reserva. O técnico Renato Gaúcho e da diretoria tricolor se renderam à realidade. Com dois centroavantes veteranos e que não marcam quase nada, nenhum time consegue ser competititvo.

Agora, quem pagará a conta dessa contratação desnecessária?

23 Respostas to “O fim dos Três Tenores”

  1. hugo said

    É, três centroavantes ao mesmo tempo acho que não dá mesmo, mas talvez ainda haja espaço para três atacantes: o Leão, por exemplo, atribui a melhora do Santos à adoção do 4-3-3, que daria mais liberdade ao Kléber Pereira, já que a marcação não seria mais concentrada nele (acho que o Tripodi é um jogador mais de área, como o KP, mas o Wesley com certeza não – faz mais o tipo do segundo atacante, que se movimenta).

    Mas pode ser tb que simplesmente ele não queira dar o braço a torcer admitindo que a contratação do Molina pode ter sido uma boa, no final das contas (se bem que ele tb já disse que foi ele quem ensinou o Molina a jogar no futebol brasileiro).

    Concordo contigo, Hugo. E de fato há algumas boas equipes do futebol mundial que jogam com três atacantes. Normalmente elas têm técnicos holandeses, que cresceram jogando no 3-4-3 ou no 3-3-1-3, os esquemas mais populares no Holanda até o final da década passada, pelo menos.

  2. aNNaFLaVia said

    Será que rolaria um empréstimo ao Corinthians, que vai jogar sem Acosta e Bruno Bonfim, no próximo domingo? Se bem que nem sei se seria bom negócio…

    ‘Ele é muito bonito, inteligente e charmoso.’ Quem é? Ainda tá solteiro? ahahah. O “Vida e Morte Severina” é ótimo.

    Apenas hoje li o comentário. Sempre leio aqui, mas fico tímida pra comentar. Medo de dizer bobagem. Sabe como é menina e futebol, mesmo que não diga bobagem é o que esperam que aconteça.

    Cara Anna, seja bem-vinda. Comente mais vezes. O Dodô talvez desse certo no Corinthians. Mas o titular domingo deve ser o Herrera. Mais uma coisa, gostei mesmo do seu blog. Não tem nada a ver com o que sugeriu, hehehe. Escreva sempre.

  3. Felipe Bohrer said

    Quem paga a conta é a unimed… Não poderiam ter gasto esse dinheiro para contratar um goleiro ou um lateral-esquerdo? Mesmo na reserva, ele deve estar rindo a toa, depois do jogo de ontem. Era óbvio que não daria certo. É impossível não lembrar do “melhor ataque do Mundo” do Flamengo de 95. E olha que naquele time havia o sávio e o Edmundo jovens, para jogar fora da área e o Romário que tinha sido o melhor do mundo do ano anterior, dentro da área.

    Como já disse em outros, posts, duvido que esse dinheiro todo saia da Unimed, Felipe.

  4. Rica said

    Falando em atacantes o médico Tim Allardyce, especialista em ortopedia esportiva revelou que o jogador Eduardo da Silva poderia sofrer a amputação do pé esquerdo, caso o atendimento médico tivesse atrasado em alguns minutos.
    Pra quem achou que houve muito barulho…

  5. Bruno Gremista said

    Mas isso era um tanto evidente. Ter Washington e Dodô, dois atacantes de características semelhantes, mais Leandro Amaral e Thiago Neves para formar quatro jogadores ofensivos, deixando o meio-de-campo com um poder de marcação fraco e sobrecarregando a defesa, é pedir para perder quando está numa competição como a Libertadores.

  6. Lucas Camargo said

    Tres centroavantes não dá mesmo…Nunca deu…Nem com dois dava!
    Lembram de Ronaldo e Adriano na Copa (estavam gordos eu sei, mas mesmo assim)

    Mas sabe o que chama mais a atenção? Não tem mais ponta MESMO!

    Nenhum deles tem qq cacoete para jogar “pelas pontas” (nem estou querendo “na ponta”).

    Será que eles (os pontas) desapareceram de vez?

    A solução para o Fluminense? Vende um e compra um meia ou ou um goleiro mais confiável.

    Mas você não acha, Lucas, que o Leandro sabe jogar mais aberto (embora não goste)? E há alguns outros jogadores que fazem bem essa função, como o Robinho, o Dentinho, e incrivelmente, até o Adriano. Ele se dá melhor jogando na direita do que no meio. Enfiado, não consegue arrumar espaço para sua melhor jogada, que é o chute. O Alex Dias também fazia bem, mas aí começaram a exigir que ele marcasse gols, o que ele não sabe, hehe

  7. JoaoBittar said

    É a cronica da morte anunciada.
    Com a “reserva institucional” de Dodovarotti, ficaram dois e um buraco enorme no meio de campo e no caixa do Flunimed.

    Mas que o Renato marcou bobeira marcou. Foi descobrir isso no jogo contra o Fla onde ele, na verdade, tava poupando o trio prá Libertadores e não experimentando altenativa. O time sapecou logo 4×1 nos reservas do Flamengo e o Portaluppi pirou de vez. Ficou confuso no jogo contra o Botafogo e depois de perder, mais ainda. Aí o FH salvou tudo em Quito e ele acabou marcando essa posição ridicula, a meu ver, de determinar quem é reserva entre tres jogadores contratados a peso de ouro.

    Depois que o Renato disse que ninguem, nem mesmo o Eurico interferia nos seus times, não acertou mais nenhuma escalação. Coincidência?

  8. Emerson Figueiredo said

    Dodô no Corinthians? Deus me livre (e olhe que não sou religioso). O problema não é ter três centroavantes. O problema é que dois são ex-jogadores, que acabaram ganhando uma sobrevida no Rio. Dodô e Leandro Amaral perambularam por SP e só deram prejuízos a seus times. Dodô jogou bem no SP e nada mais, apenas enrolou no Palmeiras e no Santos. Leandro jogou bem na Lusa, e enrolou no Palmeiras, São Paulo, Santos e Corinthians. Para ter três centroavantes é preciso ter três bons jogadores. Só o Washington não dá conta, coitado. Este eu queria ver no Corinthians.

    Mas o Dodô jogou muito bem o ano passado todo, Emerson. E não adianta dizer que foi no Rio porque ele continua no Rio. E o Leandro não tem jogado mal. Uma coisa se pode dizer: que a praga do Bebeto é pior do que a do Eurico.

  9. Nelson said

    Isso já estava anunciado desde a contratação do terceiro centroavante.
    Alias, esse reserva do Dodo, a longo prazo, será um baita problema pro elenco do Flu em 2008.
    Dodo não é o tipo de jogador que senta no banco e fica quietinho. E quando começar a falar…
    Já que não vai usar, o melhor é dispensar ou vender o jogador e colocar no banco algum jovem da base que tenha velocidade e que talvez possa atuar pelas pontas, como disse o amigo num post anterior

    abraços

  10. aNNaFLaVia said

    Verdade, tem o Herrera e ele deve ser titular. E ‘brigada, Marcelo. Eu gosto mesmo daqui.

    Volte sempre, aNNa. Todas as opiniões e informações são muito bem-vindas. É isso que faz a graça deste blog.

  11. pedro martins said

    não é novidade o flu jogar dinheiro fora : roger, edmundo,romario,rafael moura, gustavo nery, todos jogadores caros e que todo mundo sabia que não dariam certo

    A questão agora, Pedro, é descobrir quem vai pagar essa conta. Todo mundo que vive do seu próprio dinheiro sabe como é complicado fazer um mau negócio. Fazer cinco ou seis é uma tragédia

  12. Lucas Camargo said

    Marcelo

    O Leandro sabe jogar mais aberto e acho ele bem melhor que o Washington, que acho meio “Souza”, meio “Obina” (e olha q sou rubro negro…).

    O Emerson Figueiredo acha que o Leandro e o Dodô “já eram”, mas fizeram bom campeonato aqui no ano passado. Jogadas de velocidade e inteligência (Leandro) e gols mt bonitos (Dodô).

    Mas voltando aos pontas…Olha só quantos vc citou, Marcelo!!! Nem meia duzia!!!!………Em 600 jogadores! (São 20 times na primeira divisão, com elenco de uns 30 por time!)……..1 para 100…………e nem pontas são…apenas “conseguem” jogar pelas pontas…

    Acho os pontas uma espécie em extinção, devido aos esquemas táticos dos grandes professores doutores. Os Luxemburgos e Leões da vida…

    E material humano não falta…Quantos grandes craques nós temos no Brasil e lá fora? Vários!!! Mas nenhum ponta!

  13. Felipe Blanco said

    Não considero desnecessária, amanhã o leandro ou o washington se machucam e o dodô se faz necessário, e as frases e opiniões mudam.

  14. JoaoBittar said

    Pedro Martins,
    esse Roger que vc. incluiu na lista do Flunimed, nao seria o RogerSecco, ex-Galisteu?
    Se for , ele estava no FLA , apesar de ter nascido FLU.
    ou seria outro Roger ?

  15. pedro martins said

    eu me referi a 2004 quando o flu contratou o roger secco, edmundo , romario e o ramon e jogou rios de dinheiro fora

  16. JoaoBittar said

    Agora entendi.
    Grazie!

  17. Emerson Figueiredo said

    aNNaFLaVia,
    Considero que o Herrera une o talento de Maradona com a raça de Tevez e a contundência de Batistuta.

  18. Gustavo Oliveira said

    Emerson, alguns de nós paulistas tende a menosprezar injustamente jogadores que vão bem no Rio. Por morar há 3 anos em Santa Catarina, em uma cidade onde predomina torcida para os times cariocas , eu tenho acompanhado mais de perto o futebol carioca, e te garanto que tanto o Leandro Amaral, quanto o Dodô fizeram ótimas temporadas no ano passado, qualquer que seja o parâmetro de comparação. Se for com o tiozão Finnazi então, não da nem pro cheiro. Eu sei que ambos não tiveram sucesso em seus tours pelos clubes paulista, exceto pelo início de carreira, mas eu tendo a dar crédito a quem uma vez jogou bem, achando que eles sempre podem reencontrar o bom futebol, e os dois conseguiram isso. Eu aceitaria eles no timão sim, na atual fase até que cairia bem. Mas concordo que o Washington é o melhor dos três.

    Eu concordo com o seu raciocínio, Gustavo.

  19. Emerson Figueiredo said

    Posso até dar o braço a torcer com relação a Dodô e Leandro. Mas acho Washington mais centroavante, cara matador na área. O Marcelo diz sempre que o Rio evoluiu e seu futebol alcançou o nível do paulista. Acho que sou pessimista demais, mas creio que foi o futebol paulista que involuiu. E tudo está nivelado por baixo no país. Por isso, alguns jogadores que não conseguiam sucesso tiveram mais uma chance na carreira.

    Eu também acho o Washington, Emerson, não pela qualidade, mas pela seriedade com que encara o trabalho. O Washington é um caso raríssimo de jogador que evoluiu depois dos 26. Na Ponte Preta era um quase perna-de-pau. Perdia gols incríveis. Mas ele levou a sério as chances que teve. Se o Dodô tivesse esse espírito, a camisa da seleção teria seu nome bordado. Mas mesmo, não tendo, fez uma grande temporada pelo Botafogo, mesmo – embora não tanto – depois do caso de doping.

  20. hugo said

    Lucas Camargo, acho que hoje em dia não temos nem pontas nem laterais, temos “alas”. Se vc for otimista, pode até considerar que os alas são os novos pontas!

  21. Thiago Menezes said

    O Dodô deve estar sentindo falta do Botafogo, lá ele era um, agora no Flu ele é apenas mais um!

    É um pouco isso, Thiago. Mas duvido que ele volte ao Botafogo. Ele ficou muito aborrecido com alguns dirigentes no caso de doping. Não sei exatamente por quê, mas foi isso.

  22. hugo said

    O Dodô no Botafogo era uma estrela solitária, hein?

    E no Fluminense, está ainda mais solitário, mas por outros motivos, Hugo.

  23. Rubens Leme said

    Parece que Leandro Amaral perdeu a luta na justiça contra o Vasco e terá que voltar ao time da Colina. Seu contrato com o Flu, ao que consta, já foi anulado pela CBF…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: