Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

O bode é o bicho

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 29 fevereiro 2008

O líder do Campeonato Baiano é o Alviverde. Apesar das cores, nada tem a ver com o Palmeiras Nordeste, clube fundado há uns dez anos com a parceria do Palmeiras e que teve alguns anos de semiestrelato local.

O Alviverde surgiu em 2001 como uma escolinha, um clube só com divisões de base. No começo atendia apenas crianças, quase como uma ONG. Aos poucos cresceu e o seu proprietário decidiu abrir um time profissional. Por uma regra para lá de bizantina da federação baiana (cada cidade só pode registrar um clube para cada 100 mil habitantes, não importando se o clube está ativo ou não), o clube só conseguiu disputar pela primeira vez no ano passado.

Neste ano, já chegou à ponta, um ponto à frente do Bahia. É a primeira vez em mais de 20 anos que Vitória da Conquista, a terceira cidade do estado, tem um time no Baianão. 

Até onde o Bode – mascote do clube – irá,  é impossível saber. Mas pelo menos seus 15 minutos de fama já conseguiu.

5 Respostas to “O bode é o bicho”

  1. Lucas Camargo said

    Coisas estranhas estão acontecendo no mundo do futebol.

    Na Bahia, lidera o campeonato o Alviverde, fundado em 2001!

    Em SP, quem lidera é o Guaratinguetá que para mim, (quase) um carioca, é tão insólito quanto o Alviverde. Por outro lado, Mirassol também soa estranho para mim. Parece nome de biscoito.

    No RS aparece o Internacional de SM, ali, juntinho com o Inter de POA.

    Em Minas, o líder é o Tupi de J.Fora! O América, que andou brigando com Cruzeiro e Atlético, faz pouco tempo, está no módulo II!!

    Em Pernambuco, o Santa está na rabeira!

    Aqui no Rio, times que povoaram os campos da minha infância como São Cristóvão, Olaria, Portuguesa e Bangu, foram substituídos por Cardoso Moreira, Boavista, Resende e etc. Mas o CFZ do Zico, que parecia ter uma boa estrutura e ser bem administrado, jamais conseguiu decolar (deve ser por causa do pinimba que os Cx DÁguas da vida tem com o Zico).

    É isso…como dizia uma velha tia minha que já se foi, “as coisas mudam…”

    P.S.

    Caro Marcelo. Acho que me excedi um pouco nos comentários sobre o Flamengo. Quando vi o Filemon dizendo que tinha levado muita lambada, pensei que provavelmente eu tb deveria merecer críticas por ter sido tão veemente. Como disse outro leitor, é claro que a paixão às vezes turva a nossa visão.

    Não fico sem graça pq imagino que todos entendem (pelo menos, um pouco!) por serem tb apaixonados pelos seus times. Mas peço desculpas a você e aos demais leitores!
    SRN

    Lucas,
    bem observado sobre o estadual. Sobre as polêmicas, tudo já passou. Faz parte do meu trabalho lidar com opiniões divergentes – embora me incomode ser chamado de parcial, pelo meu “cdfismo” em não sê-lo. Mas deixa para lá.

  2. Rubens Leme said

    Se ele for campeão, deixará os torcedores de Bahia e Vitória… verdes de raiva… he he

    Heheheh, Rubens.

  3. Flavio said

    E se não for campeão, vão dizer que faltou maturidade.

    Isso, não, Flavio. Vão dizer que faltou milho, hehehe

  4. Anísio FC said

    O campeão será o Vitória, o de verdade…
    As duas derrotas esse ano para o Bahia já foram o suficiente pra dar alegria aos tricolores, na hora do pau dará Vitória, o de verdade!

    Vamos ver, Anísio. Mas é uma pena que a SporTV não disponibilize os Ba-Vi aqui para o Sul.

  5. Anísio FC said

    O Lucas esqueceu do grande Campo Grande!
    E onde andará o Goytacaz? Que eu acho um dos times de nome mais bonito de todos, nome mais bonito só o do Clube Náutico Capiberibe.

    Grande Campo Grande, Anísio, o primeiro campeão da Segunda Divisão do Brasileiro, ainda nos anos 70. Na época, o título não dava acesso a nada, a classificação para o Brasileiro era feita por politicagem e um pouquinho pela classificação dos Estaduais. Já o Goytacaz, o time mais popular de Campos, foi engolido pela má administração e pelas mãozonas (não apenas mãozinhas, hehehe) que se deu ao Americano entre 1988 e 2006. Com a morte do Eduardo Viana, o Americano está definhando e talvez o Goytacaz ressurja. Aliás é incrível como uma cidade com a arrecadação que tem Campos não esteja se transformando num lugar muito mais rico. E, se estivesse mais rica, teria um time de futebol pelo menos para competir com o Volta Redonda pela reputação de melhor do interior.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: