Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Virou grife

Posted by Marcelo Damato em quarta-feira, 5 março 2008

O Instituto Wanderley Luxemburgo mal deu suas primeiras aulas e já é um sucesso comercial, pelo menos entre os amigos do treinador.

O meia sérvio Petkovic vai abrir uma franquia do IWL no Rio de Janeiro. A informação é da coluna de Ancelmo Góis, no O Globo.

Não se informa se os professores serão os mesmos ou se apenas se repassará a “tecnologia” do IWL.

19 Respostas to “Virou grife”

  1. hugo said

    Ah, quer dizer que o salário que ele (Pet) ganhou no Santos foi só uma espécie de empréstimo, né?

  2. JoaoBittar said

    Catastrofismo:

    Com o IWL funcionando a pleno vapor pelo Pais todo e dando “aulas” de jornalismo esportivo para imprensa, logo logo, passa de Instituto para Universidade (igual aquela da novela das oito ) e etc e com o Palmeiras eventualmente campeao, luxemburguianos podem reivindicar seu nome para o Ministerio da Educacao, num futuro governo Serra ( palmeirense ), candidato à presidencia da Republica em 2010.
    Que tal ?

    Caro João, catástrofe tem limite. O Serra não seria maluco a esse ponto. O Serra é obcecado em entrar para a história e não como o sujeito que nomeou o Luxemburgo ministro da Educação.

  3. Rubens Leme said

    o mal nunca termina…

  4. Marcelo Firmiano said

    Esse post sobre o o instituto Vanderley Luxemburgo é só para dar a noticia ou é para deixar no ar que tem tramoia, que o cara não presta etc.

    Caro Marcelo, é só para mostrar como o IWL, mal foi criado, já está se expandindo. É para registrar o feito
    Obviamente não dá para deixar no ar nada. Por que você achou que seria diferente? Além disso, pela mais do que centésima vez (pelo menos a terceira apenas hoje), eu não faço julgamentos morais. Não me interessa a discussão sobre quem presta ou não presta, isso é puramente subjetivo, é um pântano semântico. Só me interessam fatos.

  5. Onofri said

    Os tentáculos avançam… Ao meu ver Luxa só será parado quando alguém mais poderoso se sentir incomodado… como foi com o Collor…
    Mas afinal, alguém conhece ou frequenta o tal instituto???

    Onofri, se o Luxemburgo quer fazer seu instituto e se tem quem pague, que seja feliz. Ele não dá curso regulamentado, apenas curso livre. Logo, ninguém vai estudar com ele pelo diploma, que não vale nada. Vai estudar para aprender. E como se fosse um curso de astrologia, fundamentos de história da arte ou de culinária: faz quem quer. Mas, que seria curioso conhecer os alunos, seria.

  6. Rubens Leme said

    Não sei como funciona legalmente essa coisa, mas é apenas mais uma prova o porque da nossa educação está nessa indigência.

    Recentemente estourou uma denúncia que apenas 14 das mais de 30 faculdades daqui de São Luís estão regulamentadas pelo MEC. E mesmo assim, algumas delas só conseguem ter regulamentados através de convênios com a UFMA e UEMA, pois seus cursos são de baixíssimo nível. E isso em se tratando das 14 legais. As outras, nem conseguem emitir diplomas válidos.

    A cada 20 advogados formados, 18 são obrigados a fazer um “cursinho” de reforço após “formados” e apenas 1 passa no exame da OAB e quase nunca na primeira vez.

    E para contribuir com a mediocridade vem seu luxa ensinando “o medo de perder tira a vontade de vencer” aos nosso jovens.

    Marcelo, quem o autorizou a abrir tal instituto? como isso funciona? via MEC, Secretaria de Educação ou pode ser aberto assim na boa?

    Pelo que sei, Rubens, é um curso livre. Logo não forma ninguém em nada. E daí não precisa de autorização. É como fazer um curso de astrologia ou de inglês. Nem cursos de inglês precisam de regulamentação que eu saiba. Meu pai é professor, foi diretor de faculdade, e disse o mesmo.

  7. Rubens Leme said

    o mundo tá perdido:

    1) Edmundo critica comemorações de Valdívia e Souza… (logo ele que rebolou na frente do Gonçalves)
    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2008/03/04/ult59u148500.jhtm

    2) Léo Lima dá conselhos a Adriano…
    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080305/not_imp134943,0.php

    às vezes dá vontade de gritar “pára o mundo que quero descer!”

    “Assim caminha a humanidade”, Rubens. Os pecadores de ontem são os pastores de hoje…
    O duro não é eles falarem isso, é falarem pela imprensa.
    Pois quem melhor do que um pecador redimido para dar conselhos a esses caras? Se você enchesse a lata sempre, em quem confiaria mais falando sobre os malefícios do álcool, num abstêmio ou em que já meteu os chifres no chão?
    Mas você tem toda a razão num ponto-chave: quem é amigo não chama jornalista para assistir conversa particular.

  8. Davi Matias said

    Confesso que as vezes sinto falta de uma reportagem mais investigativa como aquela que a Placar apresentou sobre a Máfia da Loteria. Luxemburgo é um prato cheio para isso. O atual presidente do Corinthians também. Assim como, essa febre para construções e ampliações de estádios. Sem falar é claro da Copa 2014. Tem muita coisa no Brasil que fica espalhada por denúncias pontuais que separadas acabam por tornar-se vazias e se perdem no tempo.

    Davi, desculpe dizer, mas discordo muito. Por um lado, muitas reportagens tiveram grandes conseqüências. A Lei Pelé, a Lei de Moralização, o Estatuto do Torcedor, as CPIs do Futebol, os campeonatos de pontos corridos, o fim da ditadura em vários clubes foram adotados em grande parte em razão de reportagens. Edmundo dos Santos Silva foi derrubado do Flamengo por uma reportagem. E muitos trabalhos dos anos 90 e 00, mesmo os que não tiveram tanta repercussão, foram do ponto de vista jornalístico mais rigorosos que a série da Máfia da Loteria. Sugiro que releia essa série com os olhos de hoje. Você vai se surpreender ao ver o quanto o jornalismo mudou e como seus olhos mudaram. Não desmereço em nada aquela série, mas ela é um produto daquele tempo.

  9. gonz said

    tá tudo errado…

  10. Rica said

    O mundo são dos hereges…

  11. hugo said

    Mas, Rubens, acho que o instituto do WL não é uma faculdade, não oferece cursos de nível superior, mas sim “cursos livres”, não será isso?

    Isso, Hugo, vai quem quer

  12. Rubens Leme said

    mas esses cursos não capacitam treinadores, juízes etc, Hugo? o diploma deve valer alguma coisa ou não haveria motivo de fazê-lo.

    E como se fosse um curso de inglês, Rubens. Aceita quem quiser. O curso não dá direito a nada.

  13. Rubens Leme said

    o pior é que nem são convertidos. são mentirosos fazendo média. se, ao menos, tivessem mudado de verdade…

  14. hugo said

    Sim, Rubens, mas não sei se é preciso ser reconhecido pelo MEC para oferecer esse tipo de curso. Quer dizer, há algum curso de técnico de futebol reconhecido pelo MEC? (não é uma pergunta retórica, não sei mesmo… aliás, nem sei se a carreira de técnico de futebol é reconhecida, se tem DRT, essas coisas!) Enfim: reconheço que é chute, mas acho que, no fundo (e guardadas as devidas proporções, claro), esses cursos do WL estão no nível desses cursos de informática que são oferecidos por aí… Acho que esses diplomas têm o valor que os envolvidos dão a eles: o “olho-de-boi”, por exemplo, pode ser só um pedaço de papel velho ou valer milhares de reais, dependendo a quem vc o ofereça… O que vale é a “grife” WL, sabe? (ou, no caso, a esperança de que ela valha alguma coisa, claro)

    É exatamente isso, Hugo. O curso só vai “pegar” se mostrar que seu diploma é aceito no mercado.

  15. Rubens Leme said

    falando em grife, já imaginou se ele resolve entrar no mundo da moda e competir a Hugo Boss em ternos?

    Qual seria o problema, Rubens? Compra quem quer. Certamente não faria o pior dos ternos, porque tem uns que Deus me livre, hehehe

  16. Gustavo Oliveira said

    Marcelo, você respondeu ao Rubens o seguinte: “O duro não é eles falarem isso, é falarem pela imprensa.”
    Mas aí eu me coloco na posição do jogador, o jornalista chegou e perguntou pra ele o que ele achava. Ele tinha 3 coisas a fazer:
    – Não responder nada, e ai seria chamado de grosso, arrogante, e assim por diante.
    – Responder que concorda com as atitudes polêmicas dos outros jogadores e daí o haveria os que diriam: “Esse não toma jeito mesmo…”
    – Responder como responderam, com o discurso politicamente correto. Ai são criticados por querer parecer o que não são…
    A moral da história, é que é complicado demais ter um passado que o condene.

    Desculpe, Gustavo, não concordo. Vocês aqui já me perguntaram sobre várias coisas, sbre as quais disse não deveria responder. Não responder é um direito de cada um. Quantas vezes o Edmundo disse que não queria responder uma coisa? Ele deveria ter dito que não iria se meter nesse assunto. E poderia até ter dito, que já tinha se metido em muita confusão, logo não era a melhor pessoa para dar conselhos. Quantas vezes, aliás, o Edmundo já não disse isso?
    E, se ele quisesse mesmo dizer o que disse, deveria ter incluído algo do tipo “eu já fiz muita besteira e não quero que ele vá pelo mesmo caminho”.

  17. Rubens Leme said

    Você escreveu sobre curso de astrologia. Taí mais uma cadeira que ele poderia botar ministrada pelo expert Robério de Ogum: “atenção, alunos, obrigatório uso de meias brancas.” he he

  18. Marcelo Firmiano said

    Muito bem Marcelo, espero que vc não entre na onda dos que querem ser “certinhos” apontando os erros alheios.

    Marcelo
    , peço que não espere nada de mim, além dos valores que defendo aqui. E este blog criticará sempre o que julgar estar errado. Só que eu não julgo pessoas, muito menos faço perseguições. O Luxemburgo tem o direito de criar um instituto, vai quem quer. Mas não poderia ter contratado um árbitro da ativa (e especialmente o árbitro não poderia ter aceito).

  19. Helcio said

    analisei o curso e são 10 na área esportiva, com certificado de pós-graduação. coisa fina … http://www.iwl.com.br … acho que o luxa está deixando sua marca na hsitória da educação brasileira. Ele pode não ser educador, mas reuniu uma equipe de primeira… acho que quem ficar fora … não pega mais esse trem bala !

    Hélcio, o blog mudou de endereço. Por favor acesse http://www.alemdojogo.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: