Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

O caranguejo e o furacão

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 7 março 2008

O Corinthians de Alagoas eliminou o Atlético-PR da Copa do Brasil em plena Arena da Baixada. Venceu nos pênaltis, após dois empates em um gol.

O Corinthians alagoano é o clube do empresário João Feijó, que fez muitos negócios com o Corinthians paulista nos primeiros anos da gestão Dualib.

Em 1997, disse numa entrevista que via seu trabalho como o de um criador de caranguejos – pega filhotes no mangue, alimenta-os e quando estão gordos vende para os restaurantes. A imagem é dele.

O Corinthians chegou à Primeira Divisão do Estado em 1998. Nos  dez campeonatos que disputou, venceu um e foi o único time a ficar sempre entre os quatro primeiros. Nos últimos anos, disputa a primazia estadual com ASA e do Coruripe, já que CSA e CRB estão numa tremenda recessão esportiva, financeira e administrativa. Em 2007, foi vice-campeão do Estado. Por isso está na Copa do Brasil.

Um clube que há dez anos está na primeira divisão sempre como uma das principais forças do estado merece a pecha de “time de empresário” mesmo que seja de fato um time que pertence a um?

Boa parte dos jogadores administrados pela Eurosport antes da Lei Pelé, em plena vigência do passe, pertenciam a ele.

27 Respostas to “O caranguejo e o furacão”

  1. JoaoBittar said

    Imagino que o JoaoFeijoh alem de tudo isso, seja corinthiano e seria fanatico, ou nao? Nao ficou claro prah mim.
    Eh um detalhe da historia e deve ser obvio o suficiente para nao ser explicado.
    Clube de um empresario soh, clube de empresarios, clube de dirigentes “amadores”, enfim,qualquer que seja o regime, se espera de quem dirige o empreendimento, que conheca as nuances do negocio e trate a paixao ( e o consumo ) das torcidas com o devido respeito.
    Para se avaliar a qualidade da gestao, existem os resultados esportivos e economicos.
    Se o Corinthians de Alagoas, tah se dando bem sem descumprir a Lei e os regulamentos esportivos, Parabens pro JoaoFeijoh e pro Coritnhians de Alagoas que eles merecem. Nao eh porque o estado de Alagoas eh menos poderoso economicamente que os dos grandes clubes brasileiros, que nao mereca ter alguma organizacao e planos, se honestos, para crescer.
    A crueza das palavras de sua entrevista basicamente falam da mesma estrategia dos clubes mais organizados do Pais. Todos se comunicam muito mal, a bem da verdade.

  2. Marcelo Firmiano said

    Moro em Arapiraca-ALaconpanho o time de minha cidade o ASA,apesar de ser Corinthiano(o Paulista)sou testemunha que desde que o Corinthians AL sempre monta bons times para o estadual (na minha opinião sempre os melhores)só não leva muita sorte.Sobre o João Feijo por aqui ninguem nunca reclamou da sua conduta esportiva,pelo contrario pois em estrutura o Corinthians Alagoano está bem na frente de seus concorentes no estado.

  3. EmersonF said

    Pelo menos, ele escolhe bem os nomes do clubes com que trabalha.

  4. hugo said

    Post do blog do Tutty Vasques:

    “Os corintianos estão eufóricos.
    Também pudera!
    O Corinthians de Alagoas eliminou o Atlético Paranaense da Copa do Brasil em Curitiba.
    A Fiel não vive nada assim faz tempo.”

  5. Renato de Almeida Verde said

    Os maiores clubes do mundo não são de mega empresários?

  6. Renato de Almeida Verde said

    Corinthians … é… esse nome já foi mais respeitado. Hoje em dia…

    Está voltando a ser mais respeitado, Renato, Não acha? E também existem outros Botafogos, outros Flamengos … Aliás, do Botafogo, antes do Bebeto, também se poderia dizer que já tinha sido mais respeitado em outros tempos. Logo, o que tem a ver o Corinthians com o time desse empresário?

  7. Renato de Almeida Verde said

    Concordo plenamente. Sou torcedor sim, mas não alienado dos fatos. Nào estou menosprezando o glorioso clube coirmão, apenas atesto que a imagem do clube nos últimos tempos é muito mais vinculada aos noticiários policiais do que esportivos. Concorda?

  8. EmersonF said

    O importante é que existem vários Corinthians, assim como Botafogos e Flamengos. Mas nunca vi outros times chamados de São Paulo, Palmeiras etc

    Palmeiras há um monte, Emerson, assim como Santos. São Paulo não deveria haver mesmo. Dá para imaginar o São Paulo de Campina Grande? Mas há muitos times que usam cores e escudo iguais ao do São Paulo. Confesso que não conferi as datas de nascimento para saber quem criou primeiro…

  9. Renato de Almeida Verde said

    E se vocês analisarem friamente, encontrarão muitos paralelos entre o Corinthians e o Vasco. Dualib X Eurico Miranda lembra alguma coisa?

  10. EmersonF said

    Marcelo,
    Que eu me lembre, somente Santa Cruz e Botafogo de Ribeirão Preto usam aquela camisa horrível. O Santa é 1914 e o Bota de 19818. O SP é de 1935. Ou seja, se alguém copiou, foi o São Paulo.

    Mas, continuando o raciocínio e sem querer provocar os são-paulinos, acho esta uma das camisas mais feias do futebol brasileiro. Só perde para a marca texto do Palmeiras. Para mim, os uniformes bonitos são, pela ordem: Cruzeiro, Grêmio e Santos. O meu Timão é da categoria extra luxo e não participa do ranking.

  11. Renato de Almeida Verde said

    Curiosidades para entretenimento:
    Vocês sabiam que uma parte significativa da torcida do Botafogo é descente de gaúchos (principalmente gremistas, vide João Saldanha Luiz Mendes estes os mais conhecidos)? Pois é… até alguns anos atrás uma faixa que a torcida levava para o estádio era justamente referência ao Hino tricolor gaúcho (Com o (Grêmio) Botafogo onde e como estiver).

  12. hugo said

    Emerson, não sei como é a camisa do Ferroviário (CE) mas o escudo dele é muito parecido com o do SP (ou vice-versa) também.

  13. EmersonF said

    O Ferroviário é tricolor também. Mas é de 1933

  14. Felipe Bohrer said

    Renato, não sabia disso. Meu avô é gaúcho (é filho do primeiro goleiro e presidente do Grêmio) e quando veio para o Rio, escolheu o Botafogo para torcer, uma vez que não conseguia acompanhar o seu amado tricolor gaúcho na época. Talvez seja por isso que ele seja Botafogo!

    Quanto a esta história de Corinthians-AL – A Filial tá ficando melhor que a matriz?

  15. Marcus Craveiro said

    Para matar a curiosidade do Marcelo e do Emerson, no site do Bindi (www.distintivos.com.br) tem uma lista de outros times chamados Palmeiras ou São Paulo.
    Sobre as camisas, também acho a do Grêmio muito bonita, assim como a grená sem patrocínio do Juventus. Aliás, no site http://www.sofutebolbrasil.com dá pra ver camisas muito bonitas de vários times que nem sabemos que existem (desculpe o merchan, não tenho nada com o site…apenas pensei ser oportuno para a discussão).
    E sobre as mais feias, achava a “rubi” do Guarani a pior, mas a roxa do Corinthians desbancou com folga qualquer concorrente…

    Caro Marcus, em primeiro lugar, obrigado pelas informações. Se elas são pertinentes, não há mal nenhum em divulgar seu site. Mas eu não achei a camisa do Corinthians tão feia assim. Acho a Limão do Palmeiras pior, por exemplo. Como achava aquela camisa do “esqueleto” que o Corinthians usou certa época. Mas isso é questão de gosto.

  16. Noruega said

    Caro EmersonF, é claro que você não quis provocar, e é claro que eu, como sãopaulino, discordo de você, mas o motivo é outro: quando criança, recebi dois uniformes de amigos da família: um do Corinthians, outro do São Paulo. Como qualquer um com bom senso, achei o do Tricolor a coisa mais bonita que já havia visto na vida. Dormia com ele, ia jogar bola com ele, ia às festas com ele. Minha mãe teve que escondê-lo de mim, já que eu o estava destruindo. Dois anos depois, percebi que havia feito a coisa certa, pois fomos campeões brasileiros. Quatro anos depois, descobri que meu pai também era sãopalino, pois nós não escolhemos o time pelos filhos, e sim deixamos que nossa inteligência naturalmente superior os conduza ao caminho da retidão, do bem e da felicidade eterna. Assim sendo, já que o assunto é camisa, entrem no link http://www.eununcavoudeixarderir.com
    Abraço. Ps.: caso alguém realmente queira saber, não sei o que aconteceu à camisa do Corinthians que ganhei; deve ter virado pano de chão, o que prova que até as piores coisas podem ter alguma utilidade (brincadeira, brincadeira).

  17. Rica said

    Temos o São Paulo de Bento Golçalvestche

    E o São Paulo Madrid, ambos times amadores.

  18. Rica said

    Me parece que o Renato Gaúcho esta usando a camisa do SP de Bento Gonçalves:

  19. Marcus Craveiro said

    Marcelo, só pra esclarecer, o site não é meu…só quis deixar avisado que era de uma loja… eu mesmo detesto ver propaganda inserida em blogs…como disse, só achei interessante citar para jogar mais lenha na discussão.

    Marcus
    , sei que não era seu. Mas poderia ser, sem problema. Propaganda só enche quando não tem a ver com a informação que está sendo debatida. Vários blogueiros fazem propaganda de si mesmos aqui. Quando eles escrevem algo legal, fica tudo, inclusive o link. Se querem visibilidade na mão grande, créu!

  20. Renato de Almeida Verde said

    Até tu Brutus…créuuu ???? foi isso mesmo ???? tá certo.

    Renato, “Créu” é expressão muito antiga, de mais de 30 anos, da época do Fradinho, um seminarista sacana de uma história em quadrinhos do Henfil. Esse créu da dança do créu para mim nem existe muito.

  21. EmersonF said

    Prezado Noruega,
    O que seria de azul se todos gostassem do amarelo? Acredito em cada palavra de sua história. Apesar de ser minoria, sua opção merece nosso respeito. Mas em nada muda minha opinião sobre a feiura da camisa são-paulina. Certa vez, na Folha, foi criada uma seção design (o Marcelo estava lá e lembra bem) justamente para provocar a discussão sobre os uniformes brasileiros. Não digo que os europeus são mais bonitos (há cada coisa medonha pela Europa), mas acho que alguns clubes brasileiros têm realmente uniformes feios (opinião pessoal, claro). Veja os casos do São Paulo, o Marca-Texto do Palmeiras, o Paraná, o Coritiba, Criciúma, e por aí vai. É claro que respitamos a tradição, mas algo poderia ser atualizado, afinal, são clubes com idades bem avançadas. Nada de mais dar uma mexidinha.

    Obs.: não se deve mexer por mexer. Tem casos em que isto ocorre e vira um desastre. Vi o jogo do Cruzeiro pela Libertadores nesta semana. O que fizeram com aquele uniforme lindíssimo?

    Concordo 100%, Emerson. A ordem natural do mundo é a mudança. Não se deve mudar de qualquer jeito, deve-se firmar critérios, mas quem vai negar que aquela camisa azul da Juve com as duas estrelas amarelas nos ombros não eram lindas. E as camisas negras do Manchester, que brilhavam com a luz dos holofotes? O problema no Brasil é que não existe muita cultura de design e achar o tom e o desenho certos é fundamental. Há uns dez anos, li uma vez que alguns clubes tinham camisas exclusivamente para jogar à noite, que nem eram vendidas, pois à luz natural eram feias, mas com a luz branca dos refletores ficavam bacanas.

  22. Rica said

    Eu também concordo que nossas camisas são mal feitas, mais acredito que se a camisa do São Paulo fosse iguais as de Corinthians e Santos (toda branca pálida com o escudo no peito) não seria bonita. O problemas não esta ligado somente ao desing mais também pelo corte e acabamento, atualmente temos camisas que parecem mais aqueles camisetões de malandro. A modesta Topper desenhou uma camisa lindíssima e bem acabada para o mundial
    de clubes de 2005 (o verdadeiro hehehe). A diretoria São-Paulina que se gaba de não mudar seus uniformes permite que o patrocinador mande e exija que seu logo esteja acima do escudo do clube. Por imposição da FIFA o clube teve que mudar o logo para baixo das listras e proibiu qualquer patrocinio nas costas para disputar o mundial.

    Não concordo com regulamentação demais, Rica. Cabe aos torcedores pressionarem a diretoria para que ela não aprove camisas muito poluídas. O que os palmeirenses fizeram no caso do logo da Suvinil mostra o caminho certo. A torcida “unida jamais será vencida!” hehehe

  23. Ulisses said

    Rica,
    O branco das camisas tem sua beleza. Pessoalmente, prefiro a camisa listrada do Corinthians.

    PS.: concordo que os Mundiais dos anos 2000 sejam os verdadeiros. Considerar Mundial aqueles casados x solteiros (que os europeus ignoravam), mantidos por aquela fábrica de carros, era um absurdo. Nisto concordo com você.

    Diga para o Pelé que era casados e solteiros, Ulisses. Se ele fosse vivo, quem iria “gostar” de ouvir e
    iria ser o Almir Pernambuquinho, que substituiu o Pelé numa das finais. Os Mundiais interclubes não têm carimbo de oficiais mas reduzi-los a um casados x solteiros me parece enveredar pelo triste caminho de tentar diminuir as conquistas alheias. Quando o Milan perdeu o título para o Velez, em 1994, ficou reclamando uma semana. O mesmo Milan coloca os “casados x solteiros” entre as suas conquistas mais importantes. Entre no site e veja.

  24. EmersonF said

    Primeiramente, deixe-me esclarecer um equívoco: a nota anterior é de minha autoria, mas saiu com o nome de meu filho por um engano meu (não mudei o nome no formulário). Com relação ao Mundial, precisamos colocar as coisas em termos históricos. Quando foi criada, no início dos anos 60, a disputa entre os campeões da América do Sul e da Europa se justificava. O futebol em outros continentes era ainda muito incipiente. Mas demorou-se muito para se tranformar a disputa em um torneio mundial. Desde os anos 60, os asiáticos já participavam de Copas. Se não me engano, os africanos começaram nos anos 70, quando o Marrocos jogou o Mundial do México.
    Portanto, o Mundial Interclubes é um tremendo avanço e faz Justiça a todos. A primeira edição, feita em 2000 no Brasil, é tratada jocosamente por causa da rivalidade entre os torcedores. Mas foi um tremendo evento, que deu a forma atual ao Mundial, muito mais justa do que nos anteriores.
    O problema é que discutir seriamente esta questão teria que nos fazer se despir do ciúme, do clubismo etc. Acho impossível. Por isso, creio que até o final dos meus dias (por velhice avançada, espero) ainda se discutirá este tema sob a égide da tiração de sarro e menosprezo às conquistas alheias, algo típico do espírito torcedor.

    Caro vovô Emerson, hehe. Acho que no terceiro ou quarto dia do blog, postei aqui uma frase do Lateral-esquerdo Marcelo, do Real, em que ele dizia que o Real-Barça era um clássico maior do que o Fla-Flu (por favor, ninguém volte a esse assunto, hehehe). A minha posição é que esse tipo de comparação além de ser inútil, pois é um problema insolúvel, revela uma posição diante da vida da qual eu discordo frontalmente. Para ser bom é preciso ser bom, não necessariamente o melhor. Agora voltando ao seu assunto, tentar desmerecer o Mundial interclubes, que tem a vantagem de classificar apenas por mérito, e a desvantagem de reunir dois times num jogo (ou dois, importa pouco) ou tentar desmerecer o Mundial de 2000, no qual não havia um mas dois times campeões europeus me parece parte da mesma estratégia, movida por pessoas diferentes: “como eu quero que o meu time X seja maior do que o time Y, vou atuar exatamente como um advogado no tribunal, mostrando apenas argumentos a favor do meu cliente, não tendo nenhum compromisso com a honestidade intelectual, para provar minha tese, tendo ou não tendo razão” – Schopenhauer fez até mesmo um belo livro sobre técnicas para vencer discussão, que de tão atual, parece ter sido escrito na semana passada.
    Como escreveu algum filósofo sobre o pensamento lógico, querer chegar à solução significa primeiro levantar argumentos a favor e contra a sua própria tese, e em seguida tentar derrubar os favoráveis e tentar validar os contrários. E, se apesar dos melhores esforços, não se conseguir atingir nenhum dos dois objetivos, então a tese está demonstrada.

  25. Nicolas said

    Marcelo,essa questão do mundial de clubes passa pelo etnocentrismo dos europeus.Esses dias,no Sportv,mostraram a sala de troféus do Real Madrid.O que fica em destaque na sala?O chamado Mundial de clubes?Negativo.São as taças de campeões da Europa.
    A dura realidade é que os europeus não dão muita bola para essas competições com os outros continentes.
    O Milan,na minha opinião,jogou para valer a última competição.Estava mal nas outras competições e resolveu ganhar o que poderia ganhar.
    Diga-se,a bem da verdade,que os europeus devem ter ficado aborrecidos com essas primeiras edições da Copa Intercontinental.Há essas histórias do Almir e há o time do Estudiantes de La Plata,um time que era campeão no antijogo.

  26. JoaoBittar said

    O Nicolas disse que o RealMadrid dá mais destaque a Champions League do que ao Mundial de clubes. Pergunta : Aquela edição de 2000 que Real participou no Brasil, apareceria em algum lugar da história dele?
    Temo que não haja registro.
    Alguem já perguntou pro Real qual importancia daquilo prá eles?
    Nenhuma. Mas o interclubes de casados e solteiros de 2003 eles comemoraram em carro aberto.
    A vida é assim, as Copas que ganhamos são as maravilhosas, as outras foram roubadas em torneios de casados e solteiros que nada valiam….
    Eu que não sou corinthiano, acho que o Timão foi campeao mundial de clubes – fase experimental, com critérios de participação exdruxulos que nunca mais se repetiram, o titulo só foi homologado 5 anos depois. Mas não vou dizer isso prá nenhum torcedor corinthiano. De nada adiantaria.
    Eles tão certos de comemorar. Ponto final.
    E eu não trocaria nenhum dos dois intercontinentais de ” casados e solteiros” que o meu SPFC ganhou, vencendo Milan e Barcelona,depois de ganhar a Libertadores por aquele Mundial do verão carioca de 2000.
    Podem falar o que quiserem. Tem gosto prá tudo.

  27. Nicolas said

    João,esse tópico está para sair da página principal e vamos ter de aguardar para retomar o debate,rs.
    Não tive a intenção de desprezar a conquista de outros clubes e valorizar a do Corinthians.
    Apenas mostrei a atitude dos europeus em relação ao dito Mundial Interclubes.
    E,bem,penso que não alterei os fatos.Muita gente deve ter assistido a esse programa do Sportv.Se você não concorda com as atitudes dos europeus,tem que reclamar com eles,rs.
    Abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: