Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Mudança no Brasileiro

Posted by Marcelo Damato em quarta-feira, 12 março 2008

A CBF acabou com a última justificativa para que, do ponto de vista dos times brasileiros, a Libertadores e  a Sul-Americana, sejam disputadas em épocas diferentes.

A partir do Brasileiro deste ano, o campeão Brasileiro não mais vai disputar a Sul-Americana. Assim, abre-se a vaga, para o 12º – e até 13º e 14º, se um clube do país for campeão da Libertadores e o campeão da Copa do Brasil ficar entre os 12 primeiros.

A decisão é sensata, aumenta a emoção do Brasileiro, mas torna ainda mais esdrúxula essa história de disputar a Libertadores no primeiro semestre. É urgente que passe a ser no segundo, ao mesmo tempo que a Sul-Americana.

Como registro, fica que mais uma vez se mudou o regulamento do Brasileiro. A única vez em que este  foi igual ao do ano anterior foi em 2007.

15 Respostas to “Mudança no Brasileiro”

  1. Há mudanças e mudanças, né Marcelo?
    :o)

    Essa é das mudanças que não deveriam existir porque o motivo não deveria ter vindo ao mundo. Logo, não é mudança, é só uma correção.
    hehehehehe

    Não acredito que a Libertadores mude para o segundo semestre. É mais fácil e prático deslocar o torneio de menor importância.

    O ideal, porém, seria uma mudança geral no calendário, igualando-o ao europeu, ao qual los hermanos já estão, bem ou mal, adaptados.

  2. Gustavo Oliveira said

    Marcelo, curiosamente sempre que eu pensava em mudança de calendário, eu imaginava a sul-americana no primeiro semestre e não a libertadores no segundo. Nem sei dizer o porque, talvez por tradição mesmo. Porque você acha que é mais interessante o contrário?

    Gustavo, com a Libertadores no segundo semestre, é possível que os clubes se dediquem a apenas duas competições no segundo semestre. Com o torneio no primeiro semestre, os clubes ficam sobrecarregados no início de temporada e o estadual perde ainda mais sua importância.

  3. hugo said

    Marcelo, a rigor talvez até isso possa ser considerado uma mudança de regulamento, mas encará-lo assim não será um preciosismo? Dizer quem vai ter direito a que depois do campeonato acabar não é diferente de dizer como esse mesmo campeonato se desenrolará? Quer dizer, concordo que com isso se está mexendo na premiação, mas não é “a” premiação, né? É só um bônus que tá mais pra ônus, hehe… (fazendo um paralelo meio torto: isso não é como o caso do juiz que avisaram que o Magal tinha recebido o segundo amarelo? ele preferiu deixar como estava a corrigir… não é melhor sempre corrigir?)

    Quanto à mudança da Sul-Americana, faço coro ao pessoal de cima: eu tb a mudaria para o primeiro semestre, para que ela virasse o que deveria ser mesmo: uma espécie de segunda divisão da Libertadores (talvez até com direito a convite para o time campeão na edição seguinte). Não sei se daria certo times do mesmo estado disputando-as simultaneamente, mas no CO e no NE ela pegaria fogo! Por outro lado, não sei se daria certo disputar a Copa do Brasil simultaneamente com o Brasileiro…

    Hugo, mudar a Sul-Americana para o primeiro semestre é inviável. Já imaginou um clube disputando estadual, copa do brasil e sul-americana simultaneamente?

  4. Onofri said

    Eu acabaria com a Sul-Americana e passaria a Libertadores para o segundo semestre.

    Mas é complicado deixar apenas a Libertadores como torneio sul-americano, Onofri.

  5. Filemon said

    Marcelo, sensata pode ser. Mas daí a aumentar a emoção porque o 12º ou 13º ou ainda o 14º vai ‘brigar’ pela grande Copa Sul-Americana é uma pouco demais, não?

    Pode ser, Filemon, hehehe, mas para quem está lá embaixo, uma vaguinha a mais ajuda.

  6. Davi Matias said

    Mas porque não espalha a Libertadores e a Sul-Americana pela temporada, assim como são as competições na Europa. Libertadores durante o ano inteiro ficaria mais charmoso e poderiam realizar as rodadas numa semana só diferente dessa bagunça de hoje.
    É bom lembrar que a maior parte dos países da América do Sul disputam um turno por semestre (apertura e clausura) com dois campeões por ano, ou seja, na real o calendário deles funciona igual ao do Brasil.
    E, só para reclamar, deveriam enxugar mais esses estaduais. 23 datas para esses campeonatos enfadonhos é demais. Já passou da hora de começar o brasileiro.

    Davi, se a libertadores acontecesse durante o ano inteiro, as equipes ficariam desfiguradas. Quando se abrisse a janela de transferências para a Europa, no meio do ano, vários clubes teriam que refazer seu elenco e sairiam prejudicados, assim como o nível do torneio. E quanto aos estaduais, reclamação aceita e assinada embaixo.

  7. Onofri said

    Então, devo entender que a Sul-Americana é uma espécie de Copa da Uefa?
    Eu não sei, só sei que depois os “professores” colocam os times reservas em campo… e tal e qual…

    Acho que esse é o caminho, Onofri. Seguir o modelo europeu, com dois torneios internacionais e com clubes diferentes os disputando.

  8. Michael said

    Pera Marcelo, o resto da américa do sul tem que se adaptar aos nossos estaduais? Libertadores tem que ser no meio do ano sim, que a sulamericana passe ao meio de ano, cada clube disputando uma, etc e tal. Terminando mais ou menos na mesma epoca que as competicoes semelhantes da europa.

    A Copa do brasil sim tem que ser dispersa pelo decorrer do ano, com os menores disputando no primeiro semestre, se eliminando, e os grandes entrando somente nas fases finais, no segundo semestre.

    Acho que no fim tenho uma visao muito europeizada disso tudo. Mas que seria um sonho mesmo, seria.

  9. debico said

    Eu acho que a medida mais comemorada seria um seinchaço ainda maior do Brasileirão. Se tivéssemos dois clubes a menos, teríamos uma compeitção onde apenas times de nível aceitável pudessem jogar… nada seria bizarro, como foi o América-RN na última edição. Mas tendo em vista o tempo que se demorou para diminuir os times até o número atual – e tbm vendo que os campeonatos europeus sofrem com isso -, sei que estou falando de um sonho.

  10. Gustavo Oliveira said

    Na verdade, faltou eu dizer que também mudaria a Copa do Brasil para o segundo semestre. Isso teria a graça de só se descobrir os representantes da libertadores no final do ano, e não teria aquele papo do time que entra no brasileiro sem responsabilidade porque já ganhou a CB, e se não for pra levar o título, ou ser rebaixado o resto tanto faz.
    Ficaria assim:
    Primeiro semestre: Estaduais + Incio do brasileiro (não concomitantemente), mais torneios sul-americanos.
    Segundo semestre: Final do Brasileiro + Copa do Brasil.

  11. vadicao said

    Acho que se a Libertadores fosse para o segundo semestre, iria fortalecer a Copa do Brasil, dando condições a todas equipes disputar no primeiro semestre, os estaduais, a Copa do Brasil e o inicio do Brasileirão, e no segundo semestre as equipes disputariam as competições sulamericanas mais o restante do Brasileirão……isso iria fortalecer todas competições……

    Valeu, pela oportunidade….

  12. Maurício said

    Temos que lembrar, que o torneio é sulamericano e envolve outro países, não só o Brasil, ou seja o que é bom para nós pode não ser bom para muitos.

  13. Rubens Leme said

    Marcelo, a CBF precisa é aprender a fazer tabela que não favoreça o Flamengo, isso sim. Nas últimas nove rodadas do campeonato – 30 a 38 – o Flamengo jogará “apenas” sete vezes no Maracanã…

    Confira a lista. Só sai na 32, contra o Vitória e 36, contra o Cruzeiro. É uma pouca vergonha sem tamanho isso! Tudo isso só para ter boa média de público ou pra garantir o time na Libertadores em 2009 agradando ainda mais a Globo?

    30 (Vasco), 31 (Coritiba), 32 (Vitória, Barradão), 33 (Portuguesa), 34 (Botafogo), 35 (Palmeiras), 36 (Cruzeiro, Mineirão) 37 (Goiás), 38 (Ipatinga)

  14. Rubens Leme said

    na verdade, na 38 é contra o Atlético em Curitiba, mas a 29 é no Maracanã (Atlético-MG), 27 (Sport) e 26 (Ipatinga).

    Ainda assim, nas últimas 13 rodadas, 9 serão no Maracanã. Não é muita ajuda não? Até botaram dois clássicos regionais para diminuir a coisa.

  15. Lucas Dantas said

    Marcelo,

    A Libertadores deve continuar no primeiro semestre com a Sulamericana sendo disputada simultaneamente. A Copa do Brasil vai pro segundo, tendo a final perto do fim do Brasileiro. Assim, teremos TODOS os times brasileiros na Copa e na primeira metade do ano uma cacetada de gente disputando competição internacional com os Estaduais.

    Com a CdB no segundo semestre, o fim do ano será empolgante com finais (que dizem por aí que é disso que o brasileiro gosta) e o Brasileirão de pontos corridos, tudo sendo decidido ao mesmo tempo. Além de não ter nenhum time “relaxado” por já estar na Libertadores. Tudo é decidido ao mesmo tempo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: