Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

A polêmica do domingo

Posted by Marcelo Damato em domingo, 16 março 2008

O que teria acontecido no clássico se o juiz tivesse visto o lance de Kléber em André Dias no primeiro tempo? O uso de vídeos para ajudar o árbitro teria sido um bem importante para esse jogo?

75 Respostas para “A polêmica do domingo”

  1. Rica said

    O que teria acontecido? Teria levado a mesma lambada, com essa zaga e o Richarlyson “inspirado”… Meu Deus!!!

    Hehehe, Rica, que são-paulino desesperado.

  2. Rubens Leme said

    Vai querer procurar pêlo em ovo, Marcelo? que decepção. vc tá ficando chato demais com essas coisa de juiz. foi 4×1, foi um baile, o São Paulo não tem defesa e Marcos mostrou o que é um goleiro de verdade…

    Não estou procurando, não, Rubens. Aquele foi um lance muito violento, quando o jogo estava empatado. E você acha que os 4 a 1 refletiram o jogo? O segundo gol saiu quase aos 30 min do segundo tempo.

  3. Rica said

    O Rubens Leme deve estar triste,triste…

  4. Rica said

    E olha que o Valdivia não jogou nada.

  5. Bruno said

    êêêê chororo tricolor ahahaahah!!!!
    Palmeiras invicto em clássicos em 2008 !!!!

    Chororô de quem, Bruno? Se for meu, não é tricolor, hehehe.
    Mas a questão é séria. O Kléber foi um dos heróis do jogo e já disse aqui que acreditava que o Palmeiras havia acertado ao contratá-lo. Mas aquela cotovelada pôs o time em risco. Sem falar que ele pode ser processado pelo TJD. Se fosse pelo STJD, que ja não se move apenas pela imprensa, com certeza seria. E o que ele fez não é do mesmo naipe que o chutinho do Marcos ou a cabeçadinha do Adriano. É do naipe da cotovelada do Leonardo.

  6. Michael said

    Marcelo, achei uma boa arbitragem

    o lance do gol anulado é normal acontecer, diferença irrisória e coisa de milésimos de segundo

    o lance da cotovelada, sim era pra expulsão, mas era dificil ver tambem. e por mais que fosse justa a expulsao e que o Kleber tenha feito gol, nao foi decisivo para o placar que se formou (até pq, se fosse só pelo gol do kleber ficava no 1×1).

    O lance daquela parada para atender o juninho com o adriano lançado sozinho foi equivocada, pois nao era tao grave, mas pareceu no momento ao arbitro, enfim.. normal tambem.

    o lance do penalti do junior foi idiota por parte dele (a bem da verdade nao foi penalti), mas é normal marcarem tb, afinal ele deitou e o valdivia deixou o pé se jogando, enfim.. mais bobeira do junior…
    enfim, o placar nao reflete mesmo como estava o jogo, mas as bobeiras individuais do sp fazem parte do jogo e no fim.. fazer o que?

    Juninho não tem nivel pro SP mesmo, nem joilson. Richarlyon é um xilique só, novamente tomou cartao desnecessário e quase foi expulso, e deveria ter sido (triste nao ter sido, agora contaremos com ele no proximo jogo).
    Adriano nossa, foi muito bem, ele e o Zé Luís, outro que teve boa participação, decente, de zagueiro mesmo, o André Dias.

    O resto esteve abaixo, mas não foram mal de modo geral, simplesmente cometeram erros em momentos que enfim, acabaram com o jogo.

    Ah, Rogério Ceni, sinceramente achei que todos os penaltis poderiam ser defendidos facilmente. Poxa, campo molhado, gramado fofo e escorregadio, buraco na marca da cal. Cassilda, todo goleiro experiente sabe que nao tem como (ou muito provavelmente nao tem como) alguem bater um penalti perfeitamente. Custava esperar? Esperando catava facil facil…

    Enfim.

    Michael, também achei uma boa arbitragem. Ainda mais para um árbitro que estava fazendo apenas sua quinta partida na Série A-1, segundo informação da Globo (sendo assim, escalaram um frango de leite). Mas a expulsão do Kléber faria daquele jogo outro. O Kléber era um dos melhores do time, chamou o jogo o tempo todo. Se ele fosse expulso, geraria uma crise no time durante e depois da partida. Seria uma cagada geral. Sobre sua avaliação dos jogadores, concordo com quase tudo. Mas acho que o lance de impedimento foi bem marcado (o Jorge Wagner estava impedido).
    Lendo sobre o Rogério Ceni, fico pensando se você não é o Emerson Figueiredo. “Tá raqueando e-mail dos outros, Emerson?” hehehe . Não, Michael, pênalti é pênalti. E, na lama, a chuteira do goleiro também tem menos apoio. E a bola está molhada, a luva está molhada. Ele poderia até ter acertado alguns cantos, mas duvido que defendesse. Ser goleiro na chuva é uma tremenda roubada.

  7. Rubens Leme said

    Lances assim acontecem aos montes e sempre aconteceram. Agora, em todo jogo a culpa é do Coronel Marinho e seus comandados. Quando o Válber deu o soco no Antônio Carlos em 94, naquele 3×2 ninguém falou nada pq foi gol. Mas o Válber sequer foi expulso. Agora, ate espirro é filmado.

    E não me interessa em que minuto saíram os gols. O Palmeiras tomou 5×1 em 81, com o segundo gol de vcs saindo aos 32 minutos do segundo tempo. No dia seguinte, só se falava do chocolate. Não foi nos descontos e os três penais existiram. E Richarlysson e Adriano deveriam ter sido expulsos. O Imperador quase matou o Denilson no final do jogo quando já estava 4×1. E o tal Felisbino deveria ter sido expulso minutos antes do penal, quando, aliás, não tomou o segundo amarelo.

    Vai fazer coro com o Marco Aurélio Cunha, que mostrou toda sua falta de classe novamente ao final da partida!
    A vitória foi legítima!

    Rubens, em primeiro lugar modere o tom. Não é porque discorda de mim que vai escrever essas coisas. Se quer brigar, procure outro. Em segundo lugar, cada jogo é um jogo. Não é por que aconteceu X num jogo que tem que acontecer X no outro. Em terceiro, quando o Válber deu aquele soco, a Folha deu quase meia página só disso. Meia página na Folha é infinitamente mais do que uma pergunta neste blog. Em quarto, não disse que a vitória não foi legítima, claro que foi. Em quinto, os 5 a 1 de 1982, foram bem legais, hehehe. Em sexto, não disse que os pênaltis não existiram – foram todos bem marcados. Em sétimo, o Richarlyson deveria ter sido expulso, não há dúvida. Como, em oitavo, também não há dúvida de que a falta dessa expulsão não anula a outra, pois foram em momentos totalmente diferentes e a ordem dos lances é fundamental. Por fim, se você reagiu dessa maneira a uma (ou duas) pergunta minha, você não está reagindo a elas, mas a outra coisa que te perturba, que eu não sei o que é, mas que certamente não tem a ver com essa discussão.

  8. EmersonF said

    Não vi o jogo. Mas o resultado confirma algo que falei aqui e foi considerado simples provocação: o Muricy não consegue acertar o time do São Paulo. A defesa é um convite ao passeio. Deram sorte contra o Santos (Kléber Pereira perdeu três gols) e Corinthians (Finazzi – 2 e Lulinha -2). O São Paulo já virou o fio.

    Não consegue acertar este time, Emerson. Foi o que você quis dizer, não?. No ano passado, ele acertou direitinho. E, no anterior, idem. Para mim, Emerson, a questão é que a combinação de perda de jogadores, reforços ainda desentrosados e contusões e suspensões em série esfacelou o elenco. E, com o tempo, foi-se embora também parte da confiança.

  9. Lucas Dantas said

    Teria acontecido uma chatíssima discussão, uma paralisação inútil no jogo e o futebol se transformaria num esporte tão emocionante quanto o primo jogado lá nos EUA.
    Assisti o jogo almoçando num restaurante aqui em SP lotado de tricolores e com apenas, sem sacanagem, UM palmeirense. Não que me importasse com o resultado, mas gostei de ver a empáfia dos saopaulinos indo por terra. E assim vai, jogo a jogo, o castelo de fadas desmoronando.

    O que você chama de empáfia, Lucas, não é o orgulho de quem está ganhando? O São Paulo neste ano está com mais problemas do que no ano passado. As contratações ainda não deram certo (algumas dão pinta de que nunca darão) e o time está sofrendo muito com contusões. Em abril, o Alex Silva deve voltar. Com ele, a defesa deve começar a se engrenar outra vez. Claro que não no nível de 2007, mas já deve haver uma boa evolução. Não acha?

  10. Paulinho said

    Assistir ao jogo e uma coisa me chamou muita atenção.
    Que campo horrível esse de ribeirão preto.
    Futebol Brasileiro é uma coisa absurda!
    Estádio ruim, arbitragem ruim(não estou me referindo a arbitragem do clássico de hoje)
    Todo fim de semana é um erro de arbitragem é ridículo isso.

  11. Eduardo said

    Marcelo, tô p. porque perdermos, mas estou mais p. ainda, porque não vi esse massacre todo que muitos estão dizendo. Perder de 3 ou 4 é rídiculo, mas o São Paulo quando não jogou de igual para o Palmeiras, jogou melhor em alguns momentos. Se dissermos para alguém que deixou de assistir o jogo no finalzinho, certamente ela não acreditará no resultado, mas em uma bobeira tomamos o segundo gol, o terceiro… e aí ferrou tudo!
    Não estou mal porque perdermos, porque jogamos de igual para igual, a desatenção após o segundo gol é que nos prejudicou, mas pelo menos espero que essa derrota tenha demonstrado para o Juvenal e cia., que Juninho, Joílson e Carlos Alberto não servem para repor Lugano, Souza, Zidanilo, Miranda e etc. e que poupar dinheiro é bom, mas fechar o cofre e achar que eternamente o São Paulo será feliz em encontar achados gratuitos ou baratos como Amoroso, Miranda, Josué e etc é uma cegueira sem tamanho. Não tem desculpa, o São Paulo já ganhou tudo o que foi possível, vendeu todos que foram possíveis, juntou o máximo de dinheiro possível e prometeram a formação de um grande time para esse ano para conquistar tudo. Então é bom que esse time cumpra o que foi nos prometido, porque a batata do Juvenal já tá cozinhando.

  12. Lucas Dantas said

    Marcelo, pior que não. Quando o São Paulo estava ganhando, merecidamente, eu baixava a cabeça e apenas admirava. Mas os tricolores entraram em 2008 achando que tudo era barbada. Esqueceram que:

    1) os demais se reforçaram;
    2) o time ficou beeeeeem mais fraco;
    3) não se acerta sempre nas contratações e o São Paulo quis mais marketing do que futebol;
    4) o clube está bem preocupado com as eleições;
    5) ninguém aguenta mais o Muricy, e o Marco Aurélio Cunha também já provoca conversinhas nos bastidores – pode perguntar aos repórteres do Lance;

    Eu sempre bato na tecla que tudo é fase. O Richarlyson jogava muito bem, mas era fase. Acabou o encanto. Todos os chutes no gol passam batidos pelo Rogério, outrora melhor do Brasil na opinião de sei-lá-quem e por quais critérios. A fase tricolor passou, mas a empáfia continua, a ponto de não aceitarem os três pênaltis legítimos. Talvez um possa ser discutido por causa do impedimento. Mas a surra foi cruel.
    O São Paulo deve repensar muitas coisas, dentro e fora de campo. Não sou dono da verdade, nem quero ser, mas eu já venho dizendo isso a amigos desde o início do ano.

    Lucas, acabo de ver o Muricy dar entrevista. Não questionou nenhum pênalti. Disse que todos foram. Enquanto o Sportv o mostrou não fez uma crítica sequer à arbitragem. Não escutei o que o Marco Aurélio disse. Mas não consigo ver a empáfia de que fala. Se eu ainda fosse são-paulino, seria mais fácil não ver. Mas não sou.
    Sobre o 1 a 5, meus comentários são o seguinte
    1) concordo 100% 2) Concordo em parte. Acho que está se esquecendo do efeito das contusões e das trocas de jogadores. Esse time, com esses mesmos jogadores, ainda vai melhorar bem. 3) Concordo com a primeira parte e discordo da segunda. Viu algum jogador mais preocupado com marketing? E alguém da comissão técnica? O clube tem que ter uma área de marketing atuante, mas isso não chega ao CT (nem no São Paulo, nem em clube algum) 4) Por que estaria? A eleição está mais do que decidida. Até o Aurélio Miguel já deu entrevista dizendo que não tem chance. 5) Não tenho informação, mas minha impressão não é essa. Muito menos é essa com o MAC. Esqueceu que a diretoria o convidou a entrar na chapa para o conselho?
    Concordo com você que muita coisa (nem tudo) é fase. E a fase depende muito da autoconfiança. Se as coisas cmeçam a dar certo, o jogador fica mais confiante e acerta mais. Ou então acontece tudo ao inverso. E eu estou entre aqueles, que numa certa época, acharam o Rogério o maior goleiro do Brasil. No meu caso, foi em 2005 e 2006.

  13. Rubens Leme said

    Me irrita de todo final de semana comentar a arbitragem. Parece que precisa desmerecer a vitória alheia.

    O SP foi melhor no primeiro tempo,mais objetivo. O Palmeiras tentava de maneira infantil tocar a bola. O time voltou melhor no segundo tempo, sufocou e quando estava sendo sufocado fez o segundo gol. Os jogadores adversários quase fizeram um buraco onde a bola deveria ser colocado para bater penal. O Ceni é ridículo. Como pode reclamar do pênalti do Valdívia? O Jr deu um carrinho nas duas pernas e foi sacado pelo Muricy por causa disso.

    O Kleber deu cotovelada? E daí? quantas cotoveladas, cusparadas, passadas de mãos e outras coisas não acontecem no jogo? É ridículo. Se o juiz não viu e a câmera vê, pronto, vamos ao tribunal.

    O Marco Aurélio Cunha é nojento. Não aceita derrota. Ele desmereceu os adversários dizendo que, se o time não chegar às finais, é por culpa de esquema. Depois quer diminuir o campeonato. Coisa de péssimo perdedor.

    Marcos foi um monstro em campo. Léo Lima, idem. Gustavo foi muito bem. Diego Souza e Kléber tb. Pelo lado rival, Adriano jogou um partidão.

    E ganhamos porque o time está bem. Luxemburgo arrumou a equipe, deu padrão. O time está ganhando cara de time grande novamente. E os tricolores que berrem à vontade. Apanharam na bola e com direito a linha de passe no penal e olé que gerou o quarto gol. Estou de alma lavada!
    E vou dormir!

    É melhor ler isso do que ser cego, Rubens. O pênalti sobre o Valdívia foi contestado por várias pessoas. Mas, enfim, Rubens, você parece ter entrado para o time que acha que os que discordam de você são moralmente desqualificados.

  14. Bruno said

    É você tem razão Marcelo, mas veremos se haverá punição, pelas imagens da tv não pareceu que houve violencia no lance,mas de fato fez um baita estrago no rosto do André.
    Enfim polêmica a parte Verdão a caminho do título !!!
    Um abraço.

  15. Pois é. Não vi o jogo, mas vi as penalidades e os melhores momentos. Para mim, dois pênaltis são incontestáveis, o primeiro e o terceiro, sendo que neste, o Richarlysson comete a burrice de dar um carrinho por trás dentro da área. Isso mostra um pouco o desequilíbrio do São Paulo em 2008. E mostra para diretoria que o time não é tão genial quanto imaginavam. O São Paulo não tem criatividade, a defesa demora para se encaixar com Juninho, Fábio Santos desmontou a dupla Hernanes e Richarlysson, e para piorar, este vem jogando mal e explodindo todo jogo. Contrataram Adriano, deixaram a camisa 10 para ele, como se fosse uma resposta para a torcida, que há meses pede por um camisa 10. Só pede por um camisa 10 meio-campista, que organize as jogadas do time e que seja o cérebro da equipe. Adriano não é esse 10, isso é propaganda enganosa. Não adianta ter Adriano no ataque, se não há uma ligação eficaz no meio. Ao contrário do que ocorre no Palmeiras. Valdívia é um excelente jogador, apesar de se jogar muito e ser encrenqueiro. Diego Souza se acertou com o time, vai jogando bem, e Denílson, que era uma aposta de alto risco, até que apresenta boa atuação. Acho que ele finalmente amadureceu, começou a jogar pela equipe, e não por si só com dribles sem objetividade. Palmeiras tem bom time, mas é comum, nada fora de série. E que não venha enfrentar o Imortal na Copa do Brasil, pois essa aí, tem dono =P. Saudações do Imortal.

    Hehehe, Bruno. Vamos esperar para ver. Tomara que os times grandes não tropecem cedo demais na Copa do Brasil.

  16. Rubens Leme said

    “Acho que o São Paulo tem sido muito prejudicado em todas as arbitragem neste Campeonato Paulista, principalmente em lances de interpretação. Não tivemos nenhum pênalti a nosso favor”, esbravejou o diretor.

    Marco Aurélio também afirmou que o São Paulo não “está nada interessado no Paulistão.” De acordo com o dirigente, a atenção do clube está na Copa Libertadores.

    Só um comentário: o Palmairas demorou 35 rodadas para ter um pênalti marcado a seu favor no Brasileiro de 2007 e nem por isso ficou chorando ou desmerecendo o torneio.

    Quando menino tinha simpatia pelo SPFC por causa de meu finado avô, que comprou duas cadeiras cativas no Morumbi quando o estádio ainda nem existia. Ele, aliás, comprou cimento e vendeu alguns carnês. Gente como MAC desonra a história desse time, desonra a história de qualquer time, aliás. Existia entre a gente uma rivalidade sadia em dia de Choque-Rei e desde sua morte em 1985 nunca mais isso foi substituído na família.

    O campeonato não vale nada pro SPFC? que botem os juvenis então. coisa de dirigente medíocre que é.

  17. Ah! Legal a nova cara do blog. Parabéns, Marcelo, o blog está legal.

    Obrigado, Bruno. É só mais uma decoração provisória, enquanto a definitiva não é feita.

  18. Rubens, deixa cara. Vai se estressar por isso? Se eu fosse me estressar com tantas merdas (desculpem a expressão) que falam do Grêmio, eu enlouqueceria. Claro que o Paulista é importante para o São Paulo, o resto é papo furado. Mas é claro também que o time tem a Libertadores para se preocupar. Nem por isso, o Paulista perde a importância, senão o São Paulo não atuaria com titulares. Se o MAC está dizendo isso, isso é problema dele. E como suponho que você é palmeirense, então apenas curta a vitória, não deixe que coisas tão bobas estraguem a comemoração. Saudações.

  19. Noruega said

    Marcelo, não fique tão incomodado com o desabafo um tanto descontrolado de alguns palmeirenses. Afinal, 11 anos é muito tempo para se ficar engasgado. Depois, nove anos sem títulos também não é moleza. Repito o que disse antes: vamos chegar junto em todos os campeonatos desse ano, mas acho que infelizmente não vamos levar nenhum. Isso é má fase para nós, enquanto para os outros (incluido Palmeiras) má fase é segundona. Além do que, como disse o amigo aí de cima, tudo é fase, e no ano que vem a gente volta pras cabeças. Abraço.

    Era só que o que me faltava, Noruega, alguém para pôr mais lenha na fogueira. Pelo menos você é mais bem humorado, heheehe

  20. Lucas Dantas said

    A diretoria tê-lo convidado para fazer parte do conselho não quer dizer nada. Quem não gosta mais do Marco Aurélio é o pessoal de baixo.

    Sobre o marketing, tudo que moveu o clube nos últimos meses foi isso. Inclusive a patética briga pela taça de pompoarismo, que ditados pelo patrocinador foram esquecer o assinaram e o próprio MAC disse em programa no Sportv que o Flamengo é penta, mas que era obrigado pela RBK a dizer o contrário.

  21. Boa noite.

    É, vencer depois de onze anos deve ser bom demais, com certeza.
    É uma boa razão para perdoar os excessos que assassinam a razão.

    :o)

    Vi dois jogos hoje. No primeiro, um empate em 1×1, que durou até os 28’15” do segundo tempo.

    O outro jogo começou aos 31’35” e terminou aos 49′ com 3×0.

    Meu temor é que esse jogo, sem maior valor que uma disputa de Paulista – e antes que alguém escreva alguma besteira a respeito disso, basta ler meu blog e minhas participações no Jogo Aberto para comprovar que dou aos estaduais o valor que merecem: nenhum, ou, quando muito, torneios para aprimorar forma e testar o time – acabe gerando uma onda de reclamações muito grande por parte da torcida. Coisa que, aliás, já começou a ocorrer pelo que pude ver.

    Essa é a grande importância dos torneios estaduais: primam pela negatividade. Ganhar é mera obrigação, perder é sinônimo de catástrofe.

    O árbitro foi bem, exceção feita à agressão cometida pelo Kleber, coisa chata e desnecessária.

    No mais, o Marcelo já falou tudo que havia para ser dito e muito melhor do que eu poderia fazer. Assino embaixo.

    E, palmeirenses, cabeça fria. Alegrem-se, afinal… peraí… olhem, mais um pouco e vocês completarão um quarto de dia sem perder para o São Paulo.

    :o)

  22. Noruega said

    Tem de dar risada, né, Marcelo, porque de tristeza o mundo já está cheio. Claro, tomamos uma pancada merecida, mas passa, já que quarta tem Libertadores. É uma pena que o mesmo Palmeiras não esteja no torneio, já que ali eles sempre levantaram o nosso astral. Ademais, futebol, como bem disse o Chico Buarque, é humilhação. Ou seja, ganhando ou perdendo, não vale nada se não pudermos nos divertir tirando um sarro. Fanatismo é para otários (desculpe-me pelo termo). Abraço.

  23. Orlando said

    Acho que o placar realmente não refletiu o jogo, mas o lance do Júnior foi no mínimo descuidado e até desnecessário, acho que o Muricy deve chamar a atenção dele, não têm condição um jogador com a experiência dele fazer uma bobagem daquelas, ainda mais em cima do Valdívia, que é um notório cai-cai. quanto ao lance do Kleber, realmente não sei se o árbitro viu, mas o TJD têm que tomar alguma atitude, o cara quase foi a nocaute. O Richarlyson está claramente desequilibrado, e merecia ser expulso e acho até que deveria ser multado pelo São Paulo pelas seguidas demonstrações de descontrole. E aquele tal de Joilson, até eu que sou ateu rezo quando esse indivíduo entra em campo, felizmente a diretoria têm feito contratações para essa posição, que infelizmente não podem estrear no paulista.
    Enfim, o São Paulo realmente mereceu perder, apesar da agressão do tal Kleber que merece punição. Espero que o Muricy consiga animar o time para a Libertadores, sem desistir do paulista, calro, mas dando mais importância ao que possui mais importância.
    E pleo menos uma coisa me animou, a partida do Adriano, que me pareceu bem, se movimentando, chutando e disputando a bola com vontade. Se jogar assim pela Libertadores, essa derrota será esquecida em breve.

  24. Apenas uma correção, Marcelo e amigos.

    Ao contrário do que você escreveu na resposta ao primeiro comentário do Rubens, a cotovelada do Kléber no André Dias ocorreu quando o jogo estava 1-0 para o São Paulo.

    Ou seja: se o juiz usasse recurso eletrônico para expulsar o atacante palmeirense, possivelmente não haveria gol de empate.

    Abs, Marcos

  25. Rubens Leme said

    “Mas, enfim, Rubens, você parece ter entrado para o time que acha que os que discordam de você são moralmente desqualificados.”

    Se você acha que sou assim estou perdendo meu tempo aqui neste seu blog, Marcelo. Eu não desqualifiquei ninguém.

  26. Maurício said

    Gostaria que alguém me ajudasse a descobrir em jogo, especialmente clássico, um árbitro marcou três penaltis para uma mesma equipe. Alguém se lembra?

  27. Já é difícil ver um árbitro marcar 3 pênaltis num jogo.

    3 para um mesmo time é mais raro ainda.

    3 para um mesmo time num clássico?

    Não recordo.

    Por isso parabenizo o Flávio Guerra, pois os pênaltis, idiotas ou não, infantis ou não, aconteceram.

    Mas ele errou ao não expulsar o Kleber quando, como lembrou o Marcos, o SP vencia o jogo.

    E sua assistente errou ao marcar impedimento em jogada normal. Mas essas falhas não decidiram o jogo.
    Ele foi decidido pelo Junior e pelo Juninho.
    A lambança final do Ricky já não conta, Inês era morta.

  28. JoaoBitar said

    Rubens,

    Apesar de compreender a sua euforia (de dez em dez anos o Palmeiras sapeca uma dessas no S.Paulo hehehehe ) gostaria soh de lembrar do BR-07 quando o ToninhoCecilio fez aquele show histerico no Mineirao. Nao foi assim tao placida a reacao doPalmeiras (e isso era soh o que faltava, a italianada achar graca de estar sendo prejudicada e ficar quieta…)
    mas isso nao eh importante. E quem achar que deve , reclame mesmo.Uai!!!

    Importante eh que o Palmeiras esta jogando bem e deve ser o campeao do Paulistinha com meritos (chamo de Paulistinha desde o comeco…nao vem me acusar de nada…) e sem ironias. Corinthians e Guara vao atrapalhar, mas nada que seja grave. Parabens pelo titulo que virah.

    A cotovelada do Kleber poderia mudar a partida (se o pessoal da Globo avisa o bandeirinha…hehehehe) e talvez ateh o lado da goleada, mas nao mudaria o fato que o Palmeiras tah melhor que todo mundo e melhor que o SP em particular, e mesmo eventualmente goleado e mesmo ainda crescendo, ainda assim seria melhor. Fases acontecem.
    O melhor que poderia acontecer pro SPFC, mesmo caso fosse “injusta” foi essa goleada de penaltis. Vai ajudar muito o Tricolor a se achar. Assim como se espera que ninguem pense que jah tah pronto o esquadrao alviverde. Falta algo, tah dando liga e tah subindo.
    Marcelo,
    se vc/ lembrar dos posts do Rubens CONTRA o Palmeiras ha vinte dias atras vai entender os desse jogo de ontem. Alias nao sou profeta, mas nos meus comentarios sobre o “desespero” (caso Denilson) palestrino e “adivinhei” isso antes dele!!

    “Pai Bittar”
    , sua lembrança foi boa, hehehe, mas não muda o essencial: ninguém pode ser atacado porque tem uma idéia diferente da sua. E eu não escrevo A querendo dizer B. Minhas notas não têm entrelinhas. Escrevendo para o público ninguém deve fazer isso, pois cada pessoa vai interpretá-las de um jeito. Em relação ao lance do Kléber e à situação do Palmeiras, minha opinião é basicamente a mesma que a sua.

  29. JoaoBittar said

    O RubensLeme tem razao em relacao ao MAC.
    Como saopaulino fico “com os cabelos em peh” cada vez que ele abre a boca. Talvez ele ateh seja eficiente em alguma dimensao, mas nao vou ,definitivamente, com a cara dele. Sinto muito.

  30. João, o MAC faz o que deve fazer e faz muito bem.
    É um excelente dirigente remunerado para o futebol.
    E quando ele fala, não o faz sem pensar. Melhor ele falando que o presidente ou um outro diretor.

    A reclamação azeda dele ontem faz sentido, se pensarmos na importância de marcar posição dentro da Federação.
    Se isso é bom ou mau, se é correto ou incorreto, é discutível, mas não há como negar que a vida real passa por isso.

    Por outro lado, eu particularmente prefiro as bocas no trombone publicamente, do que as bocas nas orelhas, na surdina, entre quatro paredes. Por sinal, essa postura foi defendida poucos dias atrás, pelo presidente ou diretor de um dos grandes – agora não lembro qual.

    A bronca do São Paulo F.C. é pública, está exposta.

    Cadê as outras?

  31. Gustavo Oliveira said

    Esse foi um final de semana em que, por compromissos pessoais, fiquei longe do futebol e não vi nenhum jogo. Só tive a chance de ver os 5 minutos finais do choque rei. Então vou me abster de comentar qualquer coisa sobre tática, arbitragem, etc. Só tenho um comentário importante a fazer. Aos 45 do segundo tempo, 3 x 1 no placar (ou talvez já 4 x 1, não lembro bem), a bola passa próxima ao Valdívia e outro jogador do São Paulo. Acintosamente o chileno se joga no chão, e simula uma contusão para que os jogadores do São Paulo coloquem a bola pra fora, o que eles corretamente não fizeram, porque ficou claro que era jogo de cena, dos mais mal feitos por sinal. No próximo lance um contra-ataque do versão e o Valdívia lá, firme e forte correndo faceiro atrás da bola. O Valdívia é um baita jogador com as bolas nos pés, mas tem sérios problemas na cachola. Esse é o tipo de jogada que revela a real natureza da pessoa. Pra quer fazer isso num jogo já decidido? A cada jogo eu gosto mais do futebol dele e menos do caratér.

  32. EmersonF said

    Emerson Gonçalves,
    O Marco Aurélio me parece mais um torcedor do que um dirigente. Não sei se ele tem toda esta inteligência. Mas deixe-me lembrar uma história: nos anos 80/90, o São Paulo fazia críticas públicas ao Farah, dizendo que se recusava a ter conversas de orelha com a FPF. Bastou ser rebaixado no Paulistão de 90 para que o time aceitasse (?) passivamente a virada de mesa que o manteve na primeira divisão. Existe um abismo entre o discurso e a prática, e nesta última todos se igualam.

  33. JoaoBittar said

    EmersonG,

    se vc. acha que o MAC faz o “dirtywork” que alguem tem que fazer, nao discordo. Como disse, talvez ele seja eficiente em alguma dimensao nao palpavel. Soh nao vou com a cara e o astral dele.
    Acho que ele provoca mais que deveria, se expoe mais que deveria, dah mais “opiniao” do que deveria e ateh atrai uma antipatia a mais ( como se o SPFC tivesse necessidade… ) do que seria aceitavel.

    Gostaria muito de ter no SPFC, um diretor que reconhecesse erros a favor, com inteligencia e sabedoria, para que tivesse um minimo de moral quando reclamar dos erros contra. Nao existe esse diretor e nao eh o ToninhoCecilio ou o ACZago que seriam melhores que o MAC.
    Mas e dahi?
    Nao discordo de vc. essencialmente, mas nao tem nada melhor nao?

  34. JoaoBittar said

    EmersonF,
    rebaixado no Paulistao de 90?
    Hunmmnmmn, que odio anti-saopaulino eh esse que faz um jornalista brilhante como vc. dar opinioes tao ridiculas?
    Sai dessa mano, nao se perca por isso.
    Aproveita hoje que tah cheio de problemas saopaulinos para serem analisados e espinafrados.
    Rebaixado foi o nivel do teu discurso com essa informacao fantasiosa
    E o pior , que faz lembrar que REBAIXADO mesmo com maiscula foi o SEU time.
    Melhor mudar de assunto.

  35. Sigo a linha de pensamento do Émerson. O MAC virou uma espécie de porta-voz do São Paulo. Quando há alguma reclamação quanto à arbitragem, é ele que fala. Ao menos poupa o presidente Juvenal desse trabalho. E não acho isso algo incomum.
    O que o MAC está fazendo é pressão política na FPF. O São Paulo tem muita força, assim como os outros três grandes de SP. E o MAC faz valer essa força do São Paulo. Ou seja, na próxima vez, o árbitro terá que ser mais “bonzinho”.
    Errado ou certo? Claro que não é uma das atitudes mais louváveis, isso é óbvio. Mas o MAC está fazendo aquilo que manda o script. E isso ocorre muito no futebol brasileiro.
    Só não estou dizendo que isso é certo, não é, no entanto, como o Émerson disse, ele não diz aquilo sem pensar no que está fazendo. E sobre os pênaltis, parabéns para o árbitro Flávio Rodrigues Guerra, que teve a coragem de marcar três pênaltis. Dois deles são incontestáveis. Uma burrice do Júnior em fazer um carrinho dentro da área, ainda mais no Valdívia. E burrice maior ainda do Richarlysson, que dá um carrinho por trás dentro da área. Já o segundo, não tenho convicção, pois acho que houve apenas um contato entre Juninho e Kleber, e não uma falta clara. No entanto, é um lance passível de interpretação, então deixa passar.

    Está certíssimo, Bruno. Mas, quanto aos pênaltis, eu não tenho nenhuma dúvida no segundo. O Juninho agarra o Kléber com 20 braços. O palmeirense tenta se soltar e aparece mais um braço. Até que ele larga o corpo.

  36. Scipião Alves said

    Parem de brigar. No lance do KleberXAndré Dias – foi penalti do André que segurou pelo pescoço. Quem não viu, assista hoje ao lance em camera lenta. O juiz deveria dar o penalti e expulsar o Kleber. O que aconteceria com o Palmeiras ganhando de 1×0 e com 10 jogadores?
    Só Deus sabe.
    O juiz errou mais ao não expulsar o Adriano e Richarlison por entradas criminosas por trás no Denilson.
    Quanto ao Marco A. Cunha, ele faz tipo para aparecer na mídia. Me lembra aqueles jurados dos programas de calouro que davam nota zero para os melhores, só para receber vaia do público. Os mais velhos devem se lembrar do Zé Fernandes, jurado do S.Santos .

  37. Gustavo Oliveira said

    Joao, você pode até estar certo quando diz que o São Paulo não foi rebaixado em 1990 no sentido estrito da palavra. Mas houve uma virada de mesa sim inegavel. O campeonato de 1991 não daria vaga a ninguém do “grupo 2” na final, mas como o São Paulo foi parar lá, abriram a excessão. Isso é fato.

  38. Rebaixado em 1990?
    Hahahahahaaha…
    Deixa pra lá.

    Pênalti não marcado? Hummmmmmmmmm…

    A câmera flagrou um abraço pornográfico do Diego Souza (ou Leo Lima, não lembro) no Adriano. Sei lá, é capaz da censura querer proibir esse tipo de cena no horário.
    O árbitro não viu.
    Ou viu e ficou constrangido.
    :o)

  39. EmersonF said

    João Bittar,
    Acompanhei momento a momento daquela questão. O São Paulo foi rebaixado! A edição da Folha tinha uma foto tirada do alto da arquibancada, com o estádio vazio no último jogo para mostrar a desolação. Fechei a edição com o Flávio Gomes. Farah disse mais de uma vez que não haveria virada de mesa para beneficiar o São Paulo (pesquise nos arquivos da Folha e de outros jornais) -eu mesmo o entrevistei. No fim, houve a virada de mesa. Não estou falando sobre o que eu ouvi falar. Falo de algo que acompanhei de perto.
    Eu é que fiquei surpreso com vc, que falou coisas como “ódio anti-saopaulino”, “opinioes tao ridiculas”, “sai dessa mano, nao se perca por isso”, “rebaixado foi o nivel do teu discurso com essa informacao fantasiosa”, “REBAIXADO mesmo com maiscula foi o SEU time.”
    Esperava que vc tivesse mais conteúdo e menos ímpeto para as ofensas baratas. É só contestar com dados.

    EmersonF,
    rebaixado no Paulistao de 90?
    Hunmmnmmn, que odio anti-saopaulino eh esse que faz um jornalista brilhante como vc. dar opinioes tao ridiculas?
    Sai dessa mano, nao se perca por isso.
    Aproveita hoje que tah cheio de problemas saopaulinos para serem analisados e espinafrados.
    Rebaixado foi o nivel do teu discurso com essa informacao fantasiosa
    E o pior , que faz lembrar que REBAIXADO mesmo com maiscula foi o SEU time.
    Melhor mudar de assunto.

  40. EmersonF said

    Emerson Gonçalves,
    A resposta para o João serve para vc. A empáfia e a arrogância não podem mudar a história.

    Senhores, vamos parando por aqui.

  41. Empáfia…

    Arrogância…

    Atributos “exclusivos” de toda torcida de futebol. Algumas têm esses atributos até mesmo nas más fases de seus times.

    Quanto ao rebaixamento de 1990, lamento, mas não existiu.
    Basta uma leitura da história.

  42. EmersonF said

    Emerson
    Estou curioso para saber sua versão de historiador isento e culto. O que aconteceu em 90?

  43. EmersonF said

    Perdoe, Marcelo, mas os argumentos que li são inaceitáveis. Mas vou aceitar seu conselho. Neste nível de agressão e negativa de fatos não discuto mais.

  44. O São Paulo ficou em 16º em um campeonato com 24 clubes…
    Como caem 8 clubes de um ano para o outro e em que campeonato isso aconteceu?

    O São Paulo não se classificou para a fase final, mas longe de ter sido rebaixado, isso não aconteceu, simplesmente.

    Pela classificação no campeonato de 90, em 91 o São Paulo ficou no grupo mais fraco da primeira divisão, que, por conta disso e do regulamento, classificaria apenas 2 clubes em 91 e mais dois que vieram da segunda divisão, tanto que o São Paulo estreou contra o campeão da Segunda Divisão de 90, o Olímpia.

    No outro grupo seriam 6 classificados para a fase de dois grupos de 4, o que já era previsto desde o campeonato paulista de 88.

    O “rebaixamento” é apenas mais uma lenda urbana.

  45. Não estou vendo agressão.

    Quanto a negar os fatos… Talvez os fatos não sejam fatos e sim versões.

  46. Só agora li teu pedido para cessar a discussão, Marcelo.

    Lamento, mas não creio que tenha ofendido alguém. Nem mesmo o João,apesar de um adjetivo um pouco mais forte.

  47. EmersonF said

    Concordo com a última frase. Eu acabo de ver aqui o esforço para que uma versão supere os fatos. Obs.: sua argumentação e os números dados estão errados. Mas se vc fica contente com esta versão que criou, damos o assunto por encerrado.

  48. EmersonF said

    Não me sintoi ofendido. A única vítima de agrassões aqui foi a história.

  49. EmersonF said

    Não me sintoi ofendido. A única vítima de agressões aqui foi a verdade.

  50. Do Regulamento do Campeonato Paulista de 1990:

    “Art. 50 § 1º – Para o Campeonato da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1991, o Grupo I será constituído pelas 14 associações classificadas para disputar a quarta fase do Campeonato de 1990 e o Grupo II será constituído pelas dez associações restantes que não se classificaram para a quarta fase e mais quatro advindas da Divisão Especial de 1990.”

    Ou seja:

    O São Paulo não conseguiu se classificar entre as14 melhors equipes do Grupo I.
    Figurando entre as dez restantes (foi o 16o.), foi incluído no Grupo II, composto pelas equipes teoricamente mais fracas.
    Foi campeão do seu grupo e disputou o título de 91 contra o Corinthians, que fôra campeão do Grupo I.

    O nome disso é classificação e não rebaixamento.

    De acordo com o que está escrito nos regulamentos, aprovados por todos, esses são os fatos.

    Rebaixamento é uma interpretação e, a meu ver, equivocada.

  51. “A primeira vítima da guerra é a verdade.”

    Creio que todo jornalista conhece essa frase.

  52. EmersonF said

    ????

  53. Gustavo Oliveira said

    Desculpe Emerson Gonçalves, mas esse “rebaixamento” não é lenda urbana não. Alias tudo que denigre o SPFC é lenda urbana pra você… Mas vamos aos fatos:
    No ano de 1990 a federação paulista resolveu desinchar o campeonato paulista, que então tinha 24 clubes e fazer em 1991 um com somente 16. Por isso não haveria “rebaixamento propriamente dito” já que os times que não ficassem entre os 8 primeiros não cairiam para a então segunda divisão, mas sim se juntariam a outros times formando assim uma nova divisão. E esta divisão não disputaria o título em 1991. Ou seja na teoria não era rebaixamento, mas na prática era sim.
    Como o são paulo ficou entre os 8 a federação resolveu dar vagas na final para o tal Grupo II.
    Eu me lembro perfeitamente do episódio de 90. Enquanto rolava a copa do mundo o São Paulo jogava o torneio da morte. Eu lembro de ouvir no rádio o jogo que rebaixou o São Paulo. Mesmo ganhando de 6 x 0, devido à vitoria do Botafogo seu time caiu fora. No mesmo momento eu peguei a bike e fui correndo até a casa do meu melhor amigo, um são paulino apaixonado e fiquei sacaneando o cara, por o time dele ter caído, e continuei sacaneando durante anos, sem ele contestar nada, até que surgiu essa versão do não rebaixamento que vocês querem que a gente engula.
    Quem tem memória sabe que não foi assim que as coisas funcionaram. A virada de mesa ofuscou as coisas.

  54. mancha verde said

    OLE, OLE, EU CANTO QUE SOU PALMEIRAS ATÉ MORRER, OLE OLE………


    Caro Jhaj
    , seja bem-vindo ao blog. Escreva mais vezes. Mas, por favor, coloque seu nome. Aqui todos conversamos francamente e de forma educada. Ninguém precisa se disfarçar.

  55. Gustavo, vale o que está escrito oficialmente.
    Fora disso é versão.

    Dizer que o São Paulo foi rebaixado é direito de qualquer pessoa, mas é bom citar que se trata de opinião e não de fato.

    Há outros fatos – igualmente oficiais – que não são aceitos por muita gente. Mas, para mim, são verdadeiros. Creio que não vale a pena citar um deles aqui, e agora, para não prolongar essa discussão.

    Emerson, Essa história de grupo 1 e Grupo 2 foi criada pelo Farah para dizer aos clubes pequenos que não os rebaixaria, pois ele queria reduzir o número de times e fez isso aumentando e depois dividindo em dois. Oficialmente, até hoje, as séries A-2 e A-3 são Primeira Divisão. É claro que havia duas divisões. E alguns pontos deixaram isso claro. Um deles foi a existência de uma cláusula de rebaixamento e acesso de seis times de um grupo para outro para o ano seguinte. Outra é a própria formação dos “grupos” de 1991. Num ficaram todos os times de melhor campanha no ano anterior. No outro, os de piores campanha e aqueles que subiram para a “primeira divisão”. Isso não faz nenhum sentido senão numa lógica de duas divisões, que o Farah estava implantando aos poucos
    Para seu azar, ele criou uma cláusula esdrúxula, a do ponto extra, que acabou sendo decisiva para o campeonato. Sem ele, o São Paulo não teria chegado à final.
    E isso significou um prêmio ao time que vinha do grupo dos mais fracos. Como naquela época nem jornalista lia regulamento, ninguém se deu conta até que a situação estivesse definida.

    Por fim, Se o São Paulo nunca disputou a segunda divisão por que os dois grupos políticos do São Paulo ficaram se acusando mutuamente pelo rebaixamento durante anos? Por que a torcida do São Paulo chorou no jogo que definiu que iria ter que jogar o “grupo 2”?
    Além disso, em muitas oportunidades no futebol brasileiro houve acesso da segunda para a primeira divisão no meio da competição. Nos anos 80, quando a classificação do Paulista é que valia para o Brasileiro, o Palmeiras subiu da Taça de Prata para a de Ouro em 1981 (e o Guarani foi o campeão da Taça de Prata). O Corinthians fez o mesmo em 1982, deixando o Palmeiras na Taça de Prata.

  56. EmersonF said

    Emerson,
    Todos nós temos idade para termos acompanhado os fatos assim como eles de seram. Esta história de “escrito oficialmente” é uma argumentação usada há séculos para transformar os fatos verdadeiros em “oficialmente escritos”. E a humanidade já pagou muito caro por isto.
    Houve rebaixamento de fato em campo, posteriormente maquiado. Você usa a maquiagem como fato oficial.

    Emerson,
    concordo contigo. Mas usar esse tipo de argumento não leva a muitos lugares. Use fatos, como a existência de uma cláusula de rebaixamento entre os dois grupos para o ano seguinte.

  57. Anísio FC said

    O Kléber não teve a intenção de machucar o André Dias, mas machucou e não acho que deveria haver ajuda eletrônica nesse caso não, que Kleber seja julgado pelo TJD, mas que tenha um julgamento justo, que não levem em consideração a choradeira do Muricy, MAC, Ceni e Cia…
    Temi muito pelo jogo com a entrada do Martinez e o time ficando sem nenhum volante de ofício.
    Pra mim os melhores ontem em campos foram o Léo Lima, que virou um quase 3° zagueiro no 2° tempo, coisa que Diego Souza tentou, mas não foi eficiente no 1° tempo, era ele quem tentava atrapalhar o Adriano nas cabeçadas e tanto não funcionou que Adriano fez um gol assim.
    Ontem Luxa foi mirabolante de novo, mas ontem deu certo! Parabéns pro cara e continuo com um pé atrás, quanto melhor tecnicamente está o homem, mais deslumbrado fica e aí é que começam as besteiras, com o Luxa o preço da excelência é a eterna vigilância!

  58. Nicolas said

    Meus parabéns,Marcelo,você foi terminante na questão do rebaixamento do São Paulo.Essa é a opinião de um “desinteressado” no problema,rs.
    Seguindo a linha de raciocínio dos tricolores,não havia segunda divisão na Copa União de 87.Havia os Grupos Verde e Amarelo(sem a denominação de segunda divisão) e cruzamento para a definição do campeão.E o regulamento do ano anterior não previa o rebaixamento…
    O fato é que o rebaixamento do São paulo foi amplamente noticiado na imprensa e a percepção de todos foi essa.Até a diretoria do São Paulo via o problema desse modo.
    Não vamos nos esquecer de que estávamos em 90,com regulamentos esdrúxulos e mudanças de regras a todo momento.
    Portanto,não são os corintianos que querem “reescrever a História”.

  59. Anísio FC said

    Sempre tem essa treta de segundona, mas o SPFC caiu, só que disfarçaram e o pior é que não vejo problema algum em admitir isso, na Itália, se não me engano, o único time que não caiu pra 2ª foi a Internazionale, mas todo mundo sabe que Milan e Juventus são times muito mais respeitados que a Internazionale.
    Acho que o SPFC é um grande time, que pode até imaginar que nunca caiu, mas que isso nunca o fará um time com a mesma tradição que Palmeiras e Corinthians, pela rivalidade entre ambos.
    Futuramente, e acho até que rapidinho, o SPFC se fará tão tradicional quanto os dois grandes rivais paulistanos. Esse processo está em andamento com o aumento da sua torcida. A torcida são-paulina deve ser a que mais cresce nos últimos tempos…

    Epa, Anísio, uma coisa eu não entendi. Num parágrafo diz que o SP nunca será tão tradicional quanto SEP e SCCP. No seguinte, diz que isso acontecerá rapidinho. De resto, concordo contigo.

  60. Anísio FC said

    HEHEHEHEHEHE!!!
    É que achei que o texto tava muito agressivo com o SPFC e quis amenizar, mas a tradição o SPFC nunca terá, mas terá uma torcida que o fará um grande rival, quase tão tradicional quando.

  61. Ao escrever e reescrever isso, Anísio, creio que você confirma apenas um completo desconhecimento da história do São Paulo F.C.

    Ao mesmo tempo, você confunde antiguidade com tradição.
    Uma e outra não são, necessariamente, coincidentes.
    Tem muita coisa muito velha sem tradição.

    Não é, naturalmente, o caso do Sport Club Corinthians Paulista, tampouco o da Sociedade Esportiva Palmeiras.
    Muito menos o do São Paulo, que é bem novinho comparado a esses dois antigos clubes.

  62. Noruega said

    Claro que o São Paulo jamais será tão tradicional quanto os rivais, já que só o Palmeiras ostenta em sua sala de troféus a taça de campeão da série B e o Corinthians, dentro em breve, também ostentará – o que me lembra, aliás, que o Tricolor não recebeu sua taça da segundona em 91 como merecia já que, segundo o Marcelo, caiu em 90, embora o regulamento fosse claro ao dizer que não haveria rebaixamento.
    Fato relevante: os palmeirenses aqui relembrando essa história depois de sapecar 4 na gente? Pra mim, isso tem cara de complexo, mas deixo essa análise para profissionais mais qualificados.
    Abraço.
    ps.: alguém aí em cima citou como amplamente divulgado que o São Paulo caiu. Mentira: só a Folha disse isso; a Placar disse o contrário; Juca Kfouri, PVC, Mauro Betting, Alberto Helena, Armando Nogueira e outros, também;
    ps.2: outro alguém aí em cima disse, numa lógica de corar Descartes, que, seguindo nossa linha de raciocínio, não houve rebaixamento na Copa União; sim, não houve, nem nela nem na Copa JH; não culpem a mim, culpem ao Farah, Clube dos 13 et caterva;

  63. EmersonF said

    Times que viram a mesa não possuem taças de torneios de segunda divisão.

  64. Gustavo said

    E ae Marcelo oq vc diz da joelhada do Jorge Wagner no Valdivia sem bola voce não viu? O Andre Dias tinha dado uma no Kleber antes voce não viu? Assiste o jogo antes de vim postar… Marco Aurelio Cunha e Rogerio Ceni, falando que não foi penalti, AH MEU DEUS DO CÉU, FALTA NA AREA É PENALTI!!! Se não consegue parar o ataque, a culpa não é nossa. SÃO PAULINOS pelo amor de deus, comecem a assistir jogos inteiro, entendão o que se passa, e otra, por voces, exijam um time que jogue PELA CAMISA, não por uma “empresa” (me recuso a chamar o SP de clube).

    Caro Gustavo, seja bem-vindo ao blog,. Escreva mais vezes. Só que da próxima vez escreva sem agredir e sem destilar seus preconceitos. Como viu, retirei várias ofensas. Este blog é para conversar. Traga suas idéias, mas deixa a raiva e preconceitos de fora.
    Sobre a joelhada do Jorge Wagner, confesso que não vi, pelo menos não me chamou a atenção. Quando ela aconteceu? Já a entrada do André Dias foi uma falta de jogo. O que o Kléber fez foi uma agressão, parecida com a do Leonardo na Copa de 1994. Nos lances dos pênaltis, por que está discutindo? É óbvio que foram, todos os três.
    Em terceiro lugar, não sou são-paulino, mas claro não tenho nada contra quem seja, como você parece ser o seu caso. Por fim, renovo o convite para que escreva. Mas sem agredir ou ofender. Afinal, futebol é um jogo, não um conflito religioso.

  65. Guga said

    NINGUEM AGUENTA…… ESSE CHORORO….. CHORA O ANÃO BARBUDO, CHORA O NARIGUDO, CHORA O TORCEDOR E CHORA O TRICOLOR!!!!

    Caro Gustavo, essa foi boa, hehehe; Mas quem está chorando? Eu não. Meu time nem jogou. E eu nunca choro por futebol. Futebol é jogo.

  66. Nicolas said

    O debate está interessante.Vou me esforçar para não fazer corar mais o velho Descartes,rs.Que,por sinal,já passou dessa para melhor há muito tempo.Devo ter cabulado as aulas quando estavam ministrando as aulas de Descartes e o seu Cogito.
    Realmente,sou leitor da Folha e estimo muito esse jornal.Se você prefere Placar,por mim,tudo bem.E alguns desses colunistas devem ter se manifestado da maneira que você disse.Mas não sigo a opinião deles como se eles representassem as tábuas da Lei.
    Só quis mostrar que é possível estar numa divisão inferior e disputar o título.E,antigamente,como dizia o Marcelo,havia muita resistência ao nome de Segunda Divisão.Ainda tem os que preferem dizer Divisão de Acesso.

  67. Scipião Alves said

    Marcelo:
    É impressão minha ou o blog está “perdendo o fio”?? Aquele alto nível de que todos falávamos na ocasião do seu post ref. ao “aniversário” de 3 meses, parece que está ruindo. Notei agora vários posts sem sentido de torcedores fanáticos, só olhando para o seu próprio umbigo. Antes havia mais respeito e todos sabiam reconhecer as qualidades dos times adversários. Daqui a pouco vai aparecer post “com huahauahuahua é nóis”…. “ão, ão, ão 2a. divisão”….”chuuupa bambi”, etc.etc.
    Mão firme neles!!!!!

    Scipião
    , não imagina como uma mensagem dessas me deixa feliz. Concordo contigo que o blog não está nos melhores dias. É um pouco o preço do sucesso. Há mais comentários a mediar e menos tempo, pois tenho que trabalhar. Peço a todos que diante de um comentário assim, não respondam. Assim, fica mais fácil mediar e até apagar se for o caso.

  68. Guga said

    Meu caro Marcelo me desculpe, eu admiro mtu seu blog, gosto dele pq aqui as pessoas discutem sériamente, respeitando a opinião alheia, é que eu não aguentei e soltei esse cantorio rsrs…Mas não desrespeitando ninguém, é aquela zuação saudável aos nossos queridos rivais, ainda mais se tratando de são paulinos que se acham seres superiores!
    Mas é isso volto aqui apenas para escrever coisas sensatas.
    Boa segunda feira de chuva à todos.

  69. wilbor said

    Scipião, falou pouco mas falou bonito!
    Parece que o nível deu uma caída nos últimos posts… no entanto, foram dois clássicos nos últimos dois finais de semana, logo, dá para entender a rivalidade no ar, né?
    Sou palmeirense, acho que o juiz errou ao não expulsar o Kléber no primeiro tempo, fato este que mudaria completamente o placar do jogo. No entanto, lembro tambémque no meio do primeiro tempo, Diego Souza levou um cartão amarelo por proteger a bola e bater o braço no peito do Carlos Alberto. No minuto seguinte, o mesmo lance, só que agora, o Carlos Alberto meteu a mão no rosto do Valdívia, mas não tomou o cartão (seria o segundo). Faltou critério.
    O que eu acho ridículo é o senhor Marco Aurélio Cunha, pateticamente, dizer que dois dos três pênaltis não ocorreram. Ou que está havendo um complô contra o SPFC.
    É a mesma história de sempre: quando o SPFC é favorecido nas arbitragens, ninguém fala nada; quando o contrário, barram juízes, berram para todo mundo ouvir. Tô cansado disso.

  70. EmersonF said

    Scipião está certo ao alertar quando há algum tipo de abuso. Mas devemos ter em mente que algumas discussões são acaloradas mesmo. É da natureza do esporte, mesmo com o respeito mútuo e o cuidado para não cair em provocações. O blog se chama “Além do Jogo” pq, entre outras coisas, não se prende apenas às quatro linhas. Mas temas como rebaixamento em 90, qualidade x atitudes do Luxa, direitos de TV, declarações e comportamentos de técnicos, o caráter e o comportamento de jogadores -em especial aquele cujo nome não podemos declinar- são temas que implicam em algum debate mais caliente. Não me sinto ofendido e nem guardo qualquer impressão que não seja boa do meu xará (ou tocaio, como ele prefere) e do João, a quem conheço há longos anos. É normal esta discussão.
    E ainda está melhor do que as que se travam em mesas de boteco, já que, pelo menos aparentemente, ninguém aqui está estimulado pelo álcool.

  71. Muito bom esse último comentário do xará.

    Pode-se discutir até com certa aspereza, mas sem cair na ofensa.

    E uma boa discussão é sempre muito boa pros neurônios.
    O Tico e o Teco detestam, pois têm de trabalhar, mas o trabalho faz bem para eles.

    :o)

  72. Anísio FC said

    Concordo com os Emersons…
    Nunca guardo mágoa dessas coisas, nem gosto de ser tão contundente, mesmo porque, no fim das contas, todos estão “certos”, afinal tratam só de pontos de vista diferentes.
    Acho reles torcedorismo nocivo, mas aí acho mais fácil que se descarte a discussão mesmo e essa atitude não só aqui, mas na vida mesmo…

  73. JoaoBittar said

    Ficamos assim :
    O SaoPaulo caiu pra alguma divisao desconhecida num campeonato que ninguem leu o regulamento. Na final do campeonato o “rebaixado” bateu o TodoPoderoso 3×0, gols de Rai. Empate na partida de volta e o titulo, primeiro de uma serie bacana que incluem 2Libertadores e 2Mundiais Conmebol, SuperCopa, Paulistinhas. “Rebaixamento” prospero esse.

    O Palmeiras foi rebaixado pra segundona num campeonato de um turno. Exdruxulo. Mas todo mundo leu o regulamento. E Sao Marcos jogava pra cacete naquela epoca. Ou Nao?

    O Corinthians caiu bacana, com dois turnos e tudo que tem direito.
    Concordem os corinthianos que NAO lembrariam das suas bikes no “dia que o SaoPaulo Caiu” se eles mesmos nao tivessem sofrido tanto com essa belissima e completa queda para Segundona do Brasileiro mais organizado da historia.
    Por ultimo, peco desculpas ao EmersonFigueiredo, por usar o termo “ridiculo” para definir uma opiniao dele. De fato exagerei. Desculpas a todos , alias.
    Nao era esse o termo mais apropriado.

  74. EmersonF said

    Como diz o Marcelo Damato, acho bom parar por aqui. As demonstrações públicas de afeto feitas aqui entre senhores maduros já estão boas demais. Se continuarem, podemos ser mal interpretados (rsrsrsrsrs)

  75. Anísio FC said

    Saí pra caminhada e dei uma olhada no Lance! Fiquei estarrecido com o índice de lambição do Luxa! Felizmente havia um leve contraponto com o PVC mostrando as falhas da defesa que toma gols de cabeça demais!
    Parece que os caras jogam contra, quando mais seguro está Luxa, mais próxima está a hora da besteira, precisa fazer marcação cerrada com o homem, não dar folga, encontrar os problemas, senão lá vem besteira tipo brigar com algum jogador às vésperas de decisão (Como com o Marcelinho, Pedro, Rodrigo Tiuí, Muller, etc…), quanto mais se disse que é ele quem está ganhando, mais ele vai acreditar nisso e vai tentar se desfazer de jogadores essenciais.
    E já nem digo com a mania de catedrático que o homem está: virou especialista em arbitragem, em jornalismo e até de grama!!! 😯
    Deixem o técnico trabalhar, pois como bem disse o PVC, quanto mais o Luxa fica multitarefa, menos o técnico aparece!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: