Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Uma esperança em 22 minutos

Posted by Marcelo Damato em domingo, 16 março 2008

O Betis entrou com um pedido para a continuidade do jogo contra o Athletic Bilbao, interrompido no sábado, em Sevilha.

Aos 23 minutos do segundo tempo, um torcedor situado na área do time mandante arremesou uma garrafa que acertou o goleiro do Athletic. Armando teve de levar cinco pontos abaixo do olho.

Por causa disso, o árbitro suspendeu a partida. Nesse momento, o Athletic vencia por 2 a 1.

O agressor foi imediatamente imobilizado por outros espectadores e entregue aos seguranças do estádio. Foi levado a uma delegacia e, como não se dispôs a pagar os 3 mil euros de fiança – por motivos não esclarecidos -, continua detido à espera do julgamento. Não está claro se o homem é torcedor do Betis, mas sabe-se que mora numa cidade vizinha a Sevilha.

A diretoria do Betis diz que não tem culpa no episódio e que o agressor já foi identificado e detido. Por isso, quer disputar os 22 minutos finais. Um dos motivos é que a disputa contra o rebaixamento está renhida.

Sem contar os pontos dessa partida, o Athletic está em 14º lugar, com 33 pontos, uma posição e um ponto à frente do Betis. O Recreativo Huelva, o primeiro entre os clubes na zona de rebaixamento (18º lugar), tem 32 pontos.

Anúncios

Uma resposta to “Uma esperança em 22 minutos”

  1. JoaoBittar said

    Vc disse garrafa?
    Ia quase inocentando o Betis quando me ocorreu
    … Garrafa arremessada….
    significa que garrafas entram em campo e o Betis permite ou permitiu.
    Garrafas talvez estejam a venda em qq. estadio espanhol, se pode lah deve poder em qq. lugar. Se nao pode, foi uma falha do sistema de seguranca.
    Porque o juiz parou o jogo afinal?
    “Soh” porisso? Se o cara foi prontamente identificado e isolado pela torcida para ser preso como vc. descreve, por que o juiz interrompeu a partida? Nao seria o caso de continuar jogando mesmo?. Era impossivel a substituição ou a regra manda parar o jogo mesmo que seja um fato isolado? Ou existiam outras ameacas ?
    Muitas perguntas por 22 minutos , mas enfim, o caso eh raro e merece mesmo um post

    Na Europa, João, se um jogador é ferido por um torcedor e precisa sair de campo é comum, senão for a regra, que o árbitro suspenda a partida, por falta de segurança. E aí o time do torcedor baderneiro perde o jogo. Acho a regra correta. Se o Athletic fosse obrigado a continuar a partida com um goleiro reserva, estaria configurada uma situação de benefício ao infrator. Imagine quantas garrafas começariam a ser jogadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: