Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Archive for the ‘Governo’ Category

O vôlei cutuca a onça

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 14 março 2008

O vôlei entrou na onda da renacionalização dos clubes – entenda-se europeus. A federação internacional baixou normas para dar maior “identidade nacional” aos clubes das principais ligas. A partir da próxima temporada, cada time pode ter em quadra simultaneamente apenas dois jogadores de outros países. Na temporada seguinte, o número de estrangeiros entre os 12 da equipe será limitado a quatro. Mais um ano e o limite vai cair a três.

A regra atinge também os jogadores da comunidade européia e afrontas as leis trabalhistas da região.

“Entendemos as leis européias, mas acreditamos que o esporte não é um problema trabalhista”, afirmou o presidente da FIVB, Ruben Acosta, mexicano.

A medida deve provocar um desemprego em massa de estrangeiros – especialmente aqueles que não jogam nas principais seleções e uma queda salarial geral para todos os atletas, exceto os nacionais.

O departamento da comissão européia que cuida do assunto ainda não se manifestou.

Posted in Esportes, Governo | 12 Comments »

Zapatadas no Zé Bexiga

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 7 março 2008

O presidente do governo (equivalente a primeiro ministro) da Espanha, José Luis Zapatero, afirmou hoje a uma cadeia de rádio que a Federação Espanhola de Futebol terá mesmo que realizar eleições antes dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Zapatero disse que não se impressiona nem um pouco com a ameaça do presidente da Fifa, Joseph Blatter, de excluir a Espanha da Eurocopa e das eliminatórias caso o governo insista em interferir no funcionamento da federação.

Blatter chegou a dizer que não precisaria mais do que seis horas para convocar uma reunião e suspender a Espanha. Zapatero disse que nesse caso recorrerá à Justiça.

Essa é uma briga que promete. Caso não haja um acordo, se abrirá um precedente histórico, para um lado ou para outro. É por isso que certamente haverá um acordo. Qual será, veremos.

Pensando no Zapatero, sempre me ocorre uma dúvida. Será ele parente do Schumacher?

Posted in Fifa, Governo | Etiquetado: , , , | 7 Comments »

A culpada é a cachaça

Posted by Marcelo Damato em domingo, 2 março 2008

Numa reunião realizada em razão do atentado a bomba em Criciúma, a federação catarinense, a PM e o Ministério Público decidiram proibir a venda de bebidas destiladas nos estádios e arredores. Agora só se pode vender cerveja.

Essa medida foi tomada em São Paulo há uns 15 anos. Levou mais de cinco para que os ambulantes parassem de vender cachaça. E isso em São Paulo. Em algumas cidades do interior,  a venda rola solta até hoje.

Que o álcool ajuda a violência, pela desinibição que causa, não há dúvida. Mas que não é só por isso, também. É esperar para ver se lá vai funcionar.

Posted in Governo, torcida, Violência | Etiquetado: | 6 Comments »

Timemania sem mania

Posted by Marcelo Damato em sábado, 1 março 2008

A previsão de arrecadação da Caixa Econômica Federal para a Timemania é de R$ 3,2 milhões, ou seja uns 32% (menos de um terço) da previsão inicial. Os clubes terão mesmo de pôr a mão no bolso para pagar os impostos atrasados.

Posted in Clubes, Governo, Marketing | Etiquetado: | 15 Comments »

Timefobia

Posted by Marcelo Damato em segunda-feira, 18 fevereiro 2008

Os juros cobrados aos clubes que refinanciarem suas dívidas podem tornar a Timemania um castigo, em vez de bênção, para alguns clubes. É o que mostra o GloboEsporte.com

Com 12% de juros ao ano. Um clube que deve R$ 100 milhões precisa pagar R$ 1 milhão por mês apenas de juros. E há cinco clubes que devem mais do que isso. A questão não é culpa do financiamento, mas do valor absurdo da dívida desses clubes, que supera até o seu próprio orçamento anual.

O Flamengo deve R$ 180 milhões apenas ao governo federal. Mas a pior dívida de longe é a da Portuguesa. É quarta maior devedora, mas a única que não tem grande torcida – não chega a 300 mil pessoas. A soma geral – só dos clubes abaixo – é de R$ 1,15 bilhão, dos quais os quatro times do Rio respondem por quase a metade. Veja a tabela abaixo.

Flamengo R$ 180,0 milhões  
Botafogo R$ 160,0 milhões  
Fluminense R$ 155,0 milhões  
Portuguesa R$ 145,0 milhões  
Atlético-MG R$ 112,0 milhões  
Grêmio R$ 80,0 milhões  
Vasco R$ 70,0 milhões  
Santos R$ 62,0 milhões  
São Paulo R$ 43,2 milhões  
Cruzeiro R$ 32,0 milhões  
Corinthians R$ 30,0 milhões  
Bahia R$ 30,0 milhões  
Palmeiras R$ 27,0 milhões  
Coritiba R$ 20,0 milhões  
Figueirense R$ 6,0 milhões

Posted in Futebol, Gestão, Governo | Etiquetado: | 23 Comments »

Frases imortais – 4

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 25 janeiro 2008

“Essa ação dinâmica das torcidas está associada a um defeito construtivo e evidentemente também às corrosões, que são reações normais da chuva e até da urina humana. Pessoas costumam urinar na própria arquibancada, é um habito que se tem no Brasil. Mas não tenho conhecimento técnico e não foi isso que chegou a Politécnica. Houve erro construtivo”

Bobô, superintendente do órgão responsável pelos estádios da Bahia, atribuindo o desastre da Fonte Nova ao comportamento da torcida e uma falha estrutural do estádio, e não à negligência dele e de outras autoridades, que se opuseram à ação do Ministério Público para fechar o estádio.

Posted in Frases, Governo | Etiquetado: | 3 Comments »

Uma pergunta que não cala – 9

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 18 janeiro 2008

Será que está tão fácil ser presidente do Brasil que Lula pode-se dar tempo para tentar convencer a Fifa a voltar atrás nas restrições impostas aos jogos de futebol na altitude para agradar ao presidente da Bolívia, aliás o mesmo que expropriou a Petrobras, em boa parte propriedade dos brasileiros?

Se fosse possível ter um presidente em meio expediente, a economia para os cidadãos seria enorme.

Posted in Fifa, Governo, Pergunta | Etiquetado: , , | 8 Comments »

Uma pergunta que não cala – 8

Posted by Marcelo Damato em quinta-feira, 17 janeiro 2008

Por que os deputados estaduais do Rio que prometem ir à Justiça para que os clubes cariocas mostrem planilhas de custos que justifiquem os aumentos dos preços dos ingressos no Campeonato Estadual não fazem o mesmo quando aumentam os próprios salários?

Posted in Futebol, Governo, Pergunta | Etiquetado: , , | 4 Comments »

Governo do Rio tira do Vasco e dá ao Flamengo

Posted by Marcelo Damato em quarta-feira, 16 janeiro 2008

O título acima é uma provocação, mas não é tão exagerado quanto possa parecer.

O secretário de Esportes do Rio, Eduardo Paes, que há uns seis meses declarou que quem “manda no Maracanã” é ele, ameaçou não renovar o convênio com Flamengo e Fluminense para o uso do estádio, em razão da grande alta nos ingressos para o Estadual do Rio.

Segundo o secretário, o governo do Rio atualmente cobra desses clubes um aluguel camarada, abaixo do valor costumeiro, que não cobre todos os custos do Maracanã.

Ou seja os contribuintes do Estado do Rio torcedores de todos os clubes subsidiam o futebol de Flamengo e Fluminense. Mesmo contra a vontade. E por ordem de um governador vascaíno, Sérgio Cabral Filho.

O Botafogo também se beneficia de ter a gestão do Engenhão pagando um aluguel irrisório à Prefeitura do Rio. Se souber usar, pode transformar o estádio numa mina de ouro.  Quem banca esse subsídio são os cidadãos cariocas (de todos os times) e também do Brasil todo, pois o estádio foi feito com muito dinheiro da União, para o Pan.

No Rio, o único clube que não tem uma “mãozinha” assim é o Vasco.

Posted in Botafogo, Flamengo, Fluminense, Governo, Vasco | Etiquetado: , | 15 Comments »

Um laudo para salvar as aparências

Posted by Marcelo Damato em sábado, 8 dezembro 2007

     O Departamento de Polícia Técnica da Bahia divulgou um laudo sobre o estádio da Fonte Nova, sustentando que pelo menos boa parte do estádio está em péssimas condições. Não foi divulgada a técnica usada para avaliação (que pode variar da mera observação visual a estudos de laboratório e locais, testes de carga e muitos outros).

Houve publicações que criticaram o laudo por não apontar culpados. Laudo não é para isso. Laudo é uma peça técnica. A questão não é essa.

A questão é por que, com toda a cobrança do Ministério Público da Bahia, o governo da Bahia não encomendou esse laudo antes? Por que esperou haver um desastre com mortes para fazer algo que não levou nem uma semana para ser concluído?

Se era tão fácil, por que nem a própria, nem a federação baiana nem o Bahia encomendaram esse laudo. Afinal, para quem tem respeito pela vida humana, o que significa esse custo?

Esse laudo é tão inútil que nem serve para ajudar na decisão de demolir ou reformar a Fonte Nova. Todos sabem que o governador Jacques Wagner já disse que vai demolir (todos concordamos que num país podre de rico como o nosso é muito simples mandar destruir um patrimônio estadual que vale mais de R$ 100 milhões)

A única função do laudo, afinal, parece ser evitar que o governador seja processado no futuro por ter posto abaixo a Fonte Nova.

Posted in Futebol, Governo | Etiquetado: , , | 1 Comment »