Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Archive for the ‘Jogos Pan-Americanos’ Category

Histórias do Pan – 3

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 14 março 2008

Mais de seis meses após o final dos Jogos Para-Pan-Americanos, não há ninguém morando na Vila Pan-Americana. O prazo inicial dado aos moradores era janeiro. As obras foram entregues em março de 2007

Segundo a construtora, os primeiros moradores começam a se mudar no final do mês. O Habite-se do complexo de 17 prédios só foi dado pela Prefeitura do Rio na semana passada. O Habite-se é o atestado oficial que torna legal o uso de um imóvel do ponto de vista da ocupação humana.

Dos 1.440 apartamentos, mais de 1.300 foram vendidos num dia só, num dia de 2005. Mas ainda restam 40 unidades à venda.

Posted in Jogos Pan-Americanos | Etiquetado: | 6 Comments »

Histórias do Pan – 2

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 14 março 2008

O COB atrasou a entrega da Vila Pan-Americana em cerca de 15 dias à construtora Agenco, que fez a incorporação e construiu o condomínio de 17 prédios. A informação é da empresa.

A tarefa do  COB/Co-Rio era desmontar as instalações provisórias (restaurane, boate etc) e retirar dos apartamentos móveis e utensílios usados pelos atletas.

Posted in COB, Jogos Pan-Americanos | Etiquetado: | Leave a Comment »

Histórias do Pan – 1

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 14 março 2008

Os atletas correram risco de intoxicação no restaurante da Vila Pan-Americana. Nos primeiros dias de funcionamento do restaurante, quando os clientes ainda eram os funcionários da Atmosfera, houve um caso de intoxicação generalizada. Cerca de 60% dos funcionários ficaram fora de combate por pelo menos um dia. Atmosfera é o nome da empresa que fez o serviço de hotelaria, limpeza e lavagem das roupas da Vila e é uma das líderes do setor de lavanderia industrial do Brasil.

Posted in Jogos Pan-Americanos | Etiquetado: | 2 Comments »

A verdade do Pan

Posted by Marcelo Damato em terça-feira, 29 janeiro 2008

“A grande lição do Pan é que precisamos fazer um melhor planejamento, antecipar tarefas para evitar surpresas de última hora e reduzir custos”, afirmou Orlando Silva, ministro do Esporte, nesta terça no Comitê Olímpico Internacional para tratar da candidatura para a Olimpíada de 2016.

Ou seja, Silva Jr. reconhece que no Pan o planejamento foi deficiente, deixaram coisas demais para a última hora e gastou-se além da conta.

Então por que diz: “Relatamos (ao COI) o grande sucesso dos Jogos Pan-Americanos, o legado que o Pan deixou para a cidade”?

*O título é uma homenagem a um blog que monitorou as notícias sobre o Pan do Rio

Posted in Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos | Etiquetado: , | 6 Comments »

Uma pergunta que não cala – 7

Posted by Marcelo Damato em terça-feira, 8 janeiro 2008

Por que o COB anunciou a Cidade do Rock como sede da Vila Olímpica caso o Brasil sedie os Jogos Olímpicos de 2016 se o mesmo local constava no projeto dos Jogos Pan-Americanos de 2007, mas teve de ser mudado por causa de barreiras julgadas intransponíveis?

Posted in Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos, Pergunta | Etiquetado: , | 2 Comments »

O custo social do Pan

Posted by Marcelo Damato em terça-feira, 8 janeiro 2008

Para quem acha que o dinheiro gasto nos megaprojetos esportivos do Brasil não faz falta ao país.  Essa história foi contada pelo leitor Pedro Martins, um carioca é bom que se diga. Durante o Pan, alegando falta de dinheiro, a Prefeitura cortou o fornecimento de leite de um programa voltado a recém-nascidos de comunidades carentes, A Prefeitura gastou mais de 1 bilhão de reais no Pan.

Isso também é legado do Pan.

Posted in Jogos Pan-Americanos | Etiquetado: , | 3 Comments »

A Olimpíada tira a máscara do Pan

Posted by Marcelo Damato em sábado, 5 janeiro 2008

O ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, disse que o projeto olímpico brasileiro deve se basear em dois pilares, a construção do “Veículo Leve sobre Pneus”, uma espécie de supercorredor de trólebus, e um plano de segurança, que segundo ele será muito melhor do que o do Pan.

Mas melhor como? Semanas antes da abertura do Pan, depois que todos os planejamentos já tinham sido mudados n vezes, foi anunciado que o plano de segurança seria o grande legado, que iria mudar para sempre a gestão da segurança na cidade, pelas novas técnicas e novos equipamentos utilizados. Mas a posição do ministro deixa claro que foi mais um engodo do Pan.

E a questão do trólebus é um tremendo contraste com o que foi anunciado para o Pan, a Linha 3 do metrô, que talvez nem tenha chegado ao papel, quanto mais saído dela.

A conclusão a que se chega é,  que por mais que se seja cético a projetos desses no Brasil, você sempre acaba fazendo papel de bobo.

Posted in Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos, Segurança | Etiquetado: | 3 Comments »

O Pan na balança

Posted by Marcelo Damato em terça-feira, 1 janeiro 2008

O Tribunal de Contas da União começa a julgar neste mês as contas da organização dos Jogos Pan-Americanos de 2007. O TCU vai analisar apenas os gastos federais, que foram a maioria dos cerca de R$ 3,5 bilhões gastos.

Sempre é bom lembrar que o orçamento inicial do Pan era de menos de R$ 400 milhões, que tem sido um valor médio histórico das várias edições dessa competição, não importando muito onde ela é realizada.

Pelo preço “normal”, o Rio poderia ter hospedado o Pan não uma vez, mas nove (2007, 2001, 2015, 2019, 2023, 2027, 2031, 2035 e 2039).

O TCU fez várias críticas à maneira como foi gasto o dinheiro do Pan e disse que somente não embargou obras para não atrapalhar a competição.

 Agora, se as contas serão rejeitadas, são outros quinhentos.

Posted in Jogos Pan-Americanos | Etiquetado: , | 6 Comments »