Além do Jogo

O blog do Marcelo Damato

Posts Tagged ‘Paranaense’

Real, não aquele, eliminado

Posted by Marcelo Damato em quinta-feira, 6 março 2008

O Real Brasil, do Paraná, foi eliminado do Campeonato Paranaense e suspenso por dois anos do futebol por estimular o uso de documentos falsos.

Em 2007, o Real contratou o zagueiro Emerson, de 22 anos. Durante o ano, segundo declaração do próprio clube, descobriu que o atleta usava documentos do irmão menor e se chamava Erinaldo, 26. Apesar disso não regularizou a ituação do jogador junto ao BID. Em janeiro, o Iguaçu, que nada sabia, contratou o jogador, novamente sob o nome de Emerson. Ao perceber a fraude, dispensou-o. O Real Brasil então contratou-o sob o nome de Erinaldo.

Quando o Iguaçu descobriu, fez a denúncia. O clube perdeu 12 pontos (e não tem mais chance de fugir do rebaixamento), foi suspenso por dois anos e multado em R$ 10 mil. O jogador foi suspenso por dois anos. Da sentença cabe recurso.

Da decisão cabe recurso.

O Real Brasil foi criado no Paraná em 2005. Não é uma continuação do Real Salvador, que anos atrás existiu na Bahia, segundo o fundador do finado clube baiano, Newton Mota, aquele que revelou Vampeta e Dida e hoje está no Cruzeiro.

Posted in Estaduais, Justiça Esportiva | Etiquetado: , , | 14 Comments »

Um caso muito enrolado

Posted by Marcelo Damato em quarta-feira, 27 fevereiro 2008

Um escândalo  explodiu no Campeonato Paranaense. O Iguaçu, de União da Vitória, afirma que o jogador Erinaldo da Silva Santos, 26, do Real Brasil, jogou as primeiras rodadas do Paranaense pelo próprio clube com o nome de Emerson da Silva Santos, de 22 anos.Erinaldo jogou pelo Real, na partida conta o Iraty, pela 10ª rodada e ficou no banco contra o Galo Adap. A procuradoria do TJD-PR vai oferecer denúncia. Por supostamente ter escalado um atleta que já tinha atuado em outro clube no mesmo campeonato – e não por ter usado um gato -, o Real corre o risco de perder 12 dos seus 13 pontos e ficar muito ameaçado pelo rebaixamento.

O Real admite que o jogador já usou documento falso, mas que o clube descobriu e regularizou isso em 2007, quando tentou negociá-lo para um clube mexicano, o que acabou não se concretizando.

Em 2007, o jogador, como Emerson, teve contrato como o Real, encerrado em 22 de junho. No segundo semestre, não há registro dele no BID da CBF. No início deste ano, ainda com a identidade falsa, assinou com o Iguaçu até o término do Campeonato Paranaense. Segundo o BID da CBF, o contrato ainda está em vigor.

Usando a que seria sua identidade real, o jogador foi registrado no último dia 13 pelo Real Brasil. Pela CBF, é o primeiro contrato de Erinaldo.

Os dados mostram que a defesa do Real aparentemente não se sustenta, pois na CBF ele só aparece como Erinaldo em 2008.

E como “Emerson” saiu do Iguaçu depois de menos de dois meses?

A história do Real Brasil, fundado em março de 2005, é tão confusa quanto a de seu jogador. Começa pelo nome, inspirado no Real Madrid, mas completamente fora de sintonia em um país republicano. Em três anos, o clube já está no terceiro escudo. Começou com uma cópia do escudo do Real Madrid e depois foi alterando algumas cores, até chegar ao modelo atual.

* Atualizado e corrigido às 11h08

Posted in Estaduais | Etiquetado: , | 3 Comments »

A volta do Furacão

Posted by Marcelo Damato em domingo, 17 fevereiro 2008

O Atllético-PR chegou hoje à 11ª vitória seguida no Campeonato Paranaense, igualando o feito de 1949. Naquela época, o Atlético, com suas listras rubronegras horizontais, marcou 49 gols nessa seqüência, fazendo quatro ou cinco na maioria dos jogos, e recebeu pela primeira vez o apelido de Furacão.

Neste sábado (16), o Atlético bateu o Iguaçu por 8 a 1. Nesses 11 jogos, marcou 33 gols.

Os campeonatos são muito diferentes. Em 2008, o Paranaense reúne 16 equipes. As oito melhores passam à segunda fase, formada por dois quadrangulares, em dois turnos. Ap´so seis jogos, há as semifinais e finais, cada uma com dois jogos. Para ser campeão é preciso disputar 25 partidas.

Em 1949, apenas sete equipes disputaram o Paranaense, todas da capital. O sistema foi de pontos corridos, logo 12 jogos para cada time. Na 12ª e última rodada, o Atlético perdeu para o Ferroviário e desperdiçou a chance de uma campanha 100%.

Posted in Atlético-PR, Estaduais, Futebol | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Um apito vergonhoso

Posted by Marcelo Damato em sexta-feira, 25 janeiro 2008

Para quem não viu em outros lugares, vale a penas assistir a este vídeo. Há muitos anos que não via uma arbitragem desse calibre.

E pensar que Evandro Roman acaba de ser promovido a árbitro da Fifa.  Esse é daqueles casos que nem se discute se é por má fé ou por ruindade. Dá no mesmo. Um sujeito capaz de um arbiragem dessas deveria ser suspenso até se reciclar.

E, como se deve presumir que foi por ruindade, a reciclagem precisa ser longa.

Posted in Arbitragem | Etiquetado: , | 20 Comments »